8/5/2014 11:19

Kleina avalia revés no Maranhão e já mira duelo com Goiás no Pacaembu

A derrota por 2 a 1 para o Sampaio Corrêa, em São Luís-MA, pela Copa do Brasil, foi o terceiro revés do Verdão nas últimas três partidas disputadas, sendo que os outros dois aconteceram pelo Campeonato Brasileiro.

Mesmo com a atual fase um pouco diferente da vivida no começo deste ano, o técnico Gilson Kleina ainda se mantém confiante para o restante da temporada. De acordo com o comandante, o time palestrino vive um momento de reconstrução.

“Estamos passando por essa situação de resultados ruins, mas sabemos que estamos reconstruindo a equipe, tanto na Série A quanto na Copa do Brasil. Preciso enaltecer a entrega dos jogadores. A equipe lutou, mas o gol causou uma desestabilidade. E isso que conversamos com o grupo.

Claro que temos de dar os méritos para o adversário, que jogaram no contra-ataque e aproveitaram dois erros nossos. Pegamos um gramado grande e pesado, e já vínhamos com um desgaste. Mas é uma equipe que reagirá”, comentou, referindo-se ao duelo com o Sampaio Corrêa.

Kleina negou que queira deixar o cargo de treinador do Palmeiras por causa dos recentes tropeços. “Precisamos nos reunir e fazer uma avaliação. Se depender do meu pensamento, nós teremos uma continuidade.

Todos estão chateados, os resultados ruins aumentam a pressão para todos os lados, mas é a primeira vez que estamos passando por uma turbulência dessa, vamos dizer assim. De novo, nós estamos reconstruindo uma equipe”, disse o técnico, que prometeu muito empenho para reverter a situação da equipe alviverde.
“Só tenho de prometer duas coisa ao torcedor: trabalhar e reverter. Temos de solucionar, e isso tem de ser rápido.

Sabemos como funciona esse momento em uma equipe de ponta. Sabemos a linha que tem de ser determinada e sabemos como administrar isso. Conversaremos e veremos o que é bom para o Palmeiras, isso é o mais importante”, declarou.

Diante o Goiás, no próximo sábado (10), às 18h30, no estádio do Pacaembu, desta vez pelo Brasileirão, o técnico espera pelo início de um recomeço vitorioso. “Perdemos jogadores importantes hoje (quarta-feira), mas tivemos as entradas do Fábio e do Renato, que fez uma de suas melhores partidas.

Por mais que estejamos levando o resultado ruim, temos certeza do resultado da volta (em São Paulo). Queremos tranquilizar neste momento mais difícil que o Palmeiras está vivendo e fazer do jogo contra o Goiás um divisor de águas”, projetou.

Contudo, Gilson Kleina pediu paciência aos torcedores do clube. “O que interessa para o torcedor é o resultado. Aumenta a exigência e a cobrança, mas nós que trabalhamos querendo ser vencedores e temos de passar por esse momento ruim.

Não adianta transferir toda a pressão para os atletas, tem de ter calma. Independentemente do que acontecer, a torcida tem de nos apoiar no sábado (contra o Goiás). Se não acontecer (bom resultado), aí pode acontecer a cobrança. São 20 meses de trabalho e não é possível que em três jogos botaremos tudo a perder”, completou o comandante.



Leia também: [ENQUETE] O Palmeiras deveria facilitar a saída de Fabiano para o Internacional?

Leia também: Belluzzo aciona COF para apurar discriminação contra sócia



2436 visitas - Fonte: Site Oficial Palmeiras

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias