28/5/2014 22:06

Melhor na primeira etapa, Palmeiras não evita revés em Presidente Prudente

Nesta noite de quarta-feira (28), jogando diante de sua torcida em Presidente Prudente, o Verdão, melhor na primeira etapa, foi derrotado para o Botafogo pelo placar de 2 a 0. Os gols adversários foram anotados por Bolatti e Zeballos, ambos no segundo tempo.

O bom estado do gramado do Prudentão possibilitou aos times a chance de protagonizar um belo espetáculo. Tomando ciência disso, o Palmeiras ditou seu ritmo nos dez primeiros minutos de jogo com passes rápidos e envolventes, deixando o Botafogo preso em seu campo de defesa. No entanto, com o andar do jogo, os cariocas equilibraram as ações, mas paravam na zaga alviverde.

No segundo tempo, o Palmeiras buscou rápido abrir o placar da partida com jogadas perigosas de Wesley, mas pecava nas finalizações. Porém, em um dos poucos ataques botafoguenses, após bola rebatida pela zaga alviverde, Bolatti colocou os visitantes na frente do placar. Após sofrer o gol, o treinador Alberto Valentim colocou o time para frente com Chico, Bernardo e Rodolfo, mas foi castigado com o segundo gol do Botafogo, anotado por Zeballos.

O próximo compromisso do Palmeiras no Brasileirão é o Grêmio, domingo (1), às 16h, no estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul-RS. Será o último confronto alviverde antes da parada para a Copa do Mundo, válido pela nona rodada do campeonato nacional.

O jogo

Contestado em algumas partidas, o gramado do estádio Prudentão contribuiu para o bom começo de jogo. A primeira jogada de perigo alviverde veio aos 4 minutos: após receber bom passe na direita, Diogo chutou forte, de esquerda, rasteiro, próximo à trave do goleiro Renan.

Dentro dos primeiros dez minutos de jogo, a postura ofensiva alviverde fez o Botafogo recuar e esboçar poucas jogadas de ataque, que, quando esboçadas, eram anuladas pela retaguarda palestrina. Em novo ataque perigoso, aos 12 minutos, o Verdão chegou com Wendel em belo cruzamento para Marquinhos Gabriel, que cabeceou fraco, sem perigo ao goleiro botafoguense.

Nos minutos seguintes, a equipe carioca equilibrou a partida, mas tinha seus ataques parados pela retaguarda alviverde. As ações mais perigosas do jogo continuavam a trilhar pelo lado alviverde:
aos 21, após receber ótimo lançamento em profundidade, Marquinhos Gabriel tentou cobrir o goleiro Renan, mas jogou para fora. O Botafogo respondeu perigosamente sete minutos depois, com Emerson Sheik, que parou em Lúcio ao tentar finalizar ao gol de Fábio.

O equilíbrio permaneceu até os quarenta minutos da primeira etapa. Desde então, o Verdão encurralou o Botafogo em seu campo de defesa com um verdadeiro bombardeio de ataques. O primeiro deles veio com Wesley, que, aos 41, deixou o zagueiro do Fogão na saudade e chutou forte para a boa defesa de Renan. No lance seguinte, na cobrança do escanteio, após bate-rebate, a bola sobrou para Wesley, que finalizou em cima do zagueiro André Bahia e perdeu a oportunidade de abrir o marcador para o Palmeiras.

Na segunda etapa, a equipe alviverde assustou o Botafogo logo no primeiro minuto, após chute perigosíssimo de Wesley próximo à trave do goleiro Renan. Da mesma maneira que o primeiro tempo, o Verdão tomou a iniciativa dos ataques no segundo tempo, que, em suma maioria, passavam pelos pés de Wesley.

O primeiro cartão do Palmeiras na partida foi para Wesley: aos 7 minutos, cometeu falta em Edilson. A advertência não intimidou o meia alviverde, que continuava a protagonizar os lances de maior perigo dentro do campo botafoguense.

O certame permaneceu recheado de disposição, disputas de bola e poucas jogadas brilhantes. Aos 15, em lance isolado dentro deste cenário, após cobrança de escanteio, a zaga alviverde rebateu a bola para o meia botafoguense Bolatti, que chutou no canto do goleiro Fábio, sem chance de defesa (Palmeiras 0x1 Botafogo).

Após sofrer o gol, o Verdão foi para cima do adversário com Wesley, que botou boa bola na cabeça de Felipe Menezes, exigindo boa defesa do arqueiro botafoguense após a cabeçada.

Aos 25, Wesley cometeu falta dura em Emerson e recebeu seu segundo cartão amarelo, deixando o Verdão com um a menos na partida. No lance seguinte, após driblar Fábio, Zeballos chutou em cima de Marcelo Oliveira, que estava colocado abaixo da linha do gol e tirou o tento botafoguense.

O técnico Alberto Valentim mexeu no time pela primeira vez aos 30 minutos da segunda etapa: Marquinhos Gabriel deu lugar ao atacante Chico, colocando o Verdão com três atacantes no jogo.

Com maior posse de bola após sofrer o gol, o Verdão promoveu sua segunda alteração aos 40 minutos: saiu Felipe Menezes para entrar Bernardo. Em seguida, Valentim sacou Wendel para entrar Rodolfo.

Embora o alviverde pressionasse o Botafogo em seu campo de defesa atrás do empate, já nos acréscimos, Zeballos deu números finais ao jogo (Palmeiras 0x2 Botafogo).

Escalação: Fábio; Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira, William Matheus; Renato, Wesley, Felipe Menezes (Bernardo) e Marquinhos Gabriel (Chico); Diogo e Henrique.

Cartão Amarelo: Wesley

Cartão Vermelho: Wesley

Gols:

Botafogo: Bolatti (15’ – 2º Tempo) e Zeballos (48’ – 2º Tempo)



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você

LEIA TAMBÉM: Scarpa pede concentração para jogo de volta contra o Grêmio e elogia gramado do Pacaembu

LEIA TAMBÉM: Substituto de Felipe Melo, Thiago Santos deve mudar característica do Palmeiras na Libertadores

LEIA TAMBÉM: Nova foto da camisa 3 do Palmeiras para próxima temporada é publicada na internet; confira



7113 visitas - Fonte: Site Oficial

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias