12/3/2014 07:37

Adversário é o menor dos problemas do Palmeiras na Copa do Brasil

Rodrigo Capote/UOL

O Palmeiras teve que enfrentar uma epopeia para chegar em Rondônia a tempo de enfrentar o Vilhena nesta quarta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), em sua estreia na Copa do Brasil, no estádio Portal da Amazônia. Dificuldades para embarcar no aeroporto, escala demorada, campo danificado por causa da chuva e lesão na véspera da viagem foram verdadeiros obstáculos para o time alviverde.

Os problemas começaram no último treino feito em São Paulo, na Academia de Futebol, na última segunda-feira. O volante Wesley, que retornaria ao time após ser poupado, sentiu dores na coxa e foi cortado da delegação. Enquanto isso, os responsáveis pela logística da viagem sofriam com problemas no aeroporto.

O aeroporto de Vilhena foi fechado para pousos e decolagens pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Desta maneira, o Palmeiras teria que descer em Cuiabá e fazer o resto do trajeto de ônibus. São 715 km de estrada, cerca de dez horas rodando. A simples menção disso fez com que o técnico Gilson Kleina suasse frio.

Quando já estava quase se conformando com essa hipótese, o aeroporto foi liberado a tempo de o clube se organizar para pegar um voo com escala em Cuiabá e de lá pegar outra aeronave para Vilhena. Mesmo a escala sendo um pouco demorada, a economia de tempo foi significativa.

Porém, os problemas não acabaram por aí. Enquanto a delegação da equipe do Palestra Itália ia de um aeroporto para outro, uma chuva encharcava o estádio Portal da Amazônia. O Palmeiras já estava preocupado com o estado do gramado desde o início da semana e as notícias não agradaram. O estádio que tem capacidade para receber até cinco mil torcedores, passou por reformas para receber o jogo. Contudo, ainda está inacabado.

Tirando todo o desgaste físico e psicológico da montanha-russa vivida para chegar a Rondônia, o Palmeiras chega para encarar um adversário desconhecido e com a obrigação de eliminar o jogo de volta. Para isso, precisa vencer por dois gols de diferença.

"Não conheço o time deles, cheguei agora ao Brasil. Nesta semana o treinador vai nos passar alguma coisa. Vamos forte para Vilhena para tentar eliminar o jogo de volta e ficar mais tranquilo para as fases finais do Paulista", comentou o volante França.

O treinador Gilson Kleina escalou força máxima para tentar eliminar o jogo de volta, com Valdivia, Lúcio e Alan Kardec regressando ao time. Caso consiga uma vitória por ao menos dois gols de diferença, a equipe avança na competição sem a necessidade da segunda partida. O único desfalque é o volante Wesley, que sentiu dores na coxa e nem sequer viajou com a delegação alviverde.

O Vilhena, que já participou da Copa do Brasil três vezes, jamais venceu uma partida na competição. Para tentar o feito, contará com as estreias do goleiro Dalton, do lateral Portela, do volante Wertinho e do atacante João Leandro. Com exceção do goleiro, os outros devem entrar no decorrer da partida.

FICHA TÉCNICA
VILHENA X PALMEIRAS
Data: 12/03/2014, às 19h30 (de Brasília)
Local: Estádio Portal da Amazônia, em Vilhena, Rondônia
Árbitro: Paulo H Schleich Vollkopf
Assistentes: Lincoln Ribeiro Taques e Gislan Antonio Garcia da Silva

VILHENA: Dalton, Thiago Silva, Junior, Alex Barcellos e Marinho; Thiaguinho, Cucaú, Willian Santos e Edilsinho; Roalasse e Fabio Bud. Técnico: Marcos Birigui

PALMEIRAS: Fernando Prass, Wendel, Lúcio, Marcelo Oliveira e Juninho; Eguren, França, Valdivia e Patrick Vieira; Vinicius e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina

PALMEIRAS ESTREIA NA COPA DO BRASIL




LEIA TAMBÉM:[ENQUETE] Você concorda com o cartão amarelo dado a Felipe Melo no clássico contra o Santos?

3156 visitas - Fonte: Uol

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias