10/1/2017 13:32

Perto de anúncio, Gabriel tem só uma derrota para o Corinthians

Ex-volante do Palmeiras e do Botafogo soma quatro vitórias, três empates e apenas um resultado negativo quando jogou contra o Alvinegro. Atleta está próximo de ser anunciado pela diretoria

O volante Gabriel trocará o Palmeiras pelo arquirrival Corinthians (Cesar Greco / Fotoarena)

Na iminência de ser anunciado como reforço do Corinthians, o volante Gabriel tem um bom retrospecto contra o clube do Parque São Jorge no currículo. Foram quatro vitórias, três empates e apenas uma derrota, somando-se os jogos que disputou por Palmeiras e Botafogo. O primeiro confronto de Gabriel com o Corinthians ocorreu em 23 de setembro de 2012, no Engenhão, onde o já aposentado holandês Seedorf anotou dois gols para o Botafogo. O peruano Guerrero e o meia Douglas garantiram o empate por 2 a 2.

Já no ano seguinte, em 25 de maio, Gabriel foi ao Pacaembu para enfrentar o Corinthians e retornou de lá com outra igualdade, desta vez por 1 a 1. Os gols foram de Rafael Marques, que também viria a ser seu companheiro no Palmeiras, e Paulinho. O último jogo em que Gabriel defendeu o Botafogo contra o Corinthians terminou com vitória. Já em 11 de outubro de 2014, na Arena da Amazônia, Wallyson assegurou o 1 a 0 com um gol de pênalti.

Pelo Palmeiras, ocorreu o único revés de Gabriel diante de uma formação corintiana. Foi logo no primeiro Derby do jogador que o técnico Oswaldo de Oliveira recomendou ao presidente Paulo Nobre, no Palestra Itália. Em 8 de fevereiro de 2015, o meia Danilo anotou na vitória por 1 a 0 de uma desfigurada equipe dirigida por Tite. A partir de então, Gabriel saiu-se sempre bem diante do Corinthians. Ele ajudou o Palmeiras, por exemplo, a eliminar o rival nas semifinais do Campeonato Paulista de 2015, em Itaquera, após empate por 2 a 2, apesar de não ter batido pênalti na vitória por 6 a 5 da marca da cal.

Na mesma temporada, Gabriel esteve no gramado de Itaquera na vitória por 2 a 0 de 31 de maio, com gols de Rafael Marques e Zé Roberto. Já em 2016, ganhou por 1 a 0 no Pacaembu, com pênalti perdido por Lucca seguido de uma cabeçada certeira de Dudu. Mais recentemente, em 17 de setembro, retornou a Itaquera e comemorou outro triunfo por 2 a 0 – Moisés e Mina anotaram para deixar o Corinthians em crise.

Agora, de algoz, Gabriel passa a ser visto como uma solução para um antigo problema da equipe do Parque São Jorge. O Corinthians sofre com a carência de um primeiro volante desde a saída de Ralf para o Beijing Guoan, da China. O problema aumentou porque Bruno Henrique rumou para o Palermo, da Itália, no decorrer da temporada passada.

Sem os dois, o Corinthians testou Willians, já de volta ao Cruzeiro após cair em desgraça com a torcida, o veterano Cristian, sem gozar do prestígio de outros tempos, e Camacho, que prefere atuar como segundo volante, na função. E ainda contratou recentemente Paulo Roberto, que disputou o último Campeonato Brasileiro pelo Sport, porém viu muitos torcedores se revoltaram nas redes sociais com a aposta.

Embora querido pela torcida do Palmeiras, Gabriel já se via sem espaço no clube, que preferiu investir no experiente Felipe Melo a se esforçar para renovar o seu contrato, vencido desde 31 de dezembro. O Monte Azul é o detentor dos direitos econômicos – e acena com a venda de metade deles para o Corinthians, que superou a concorrência do Genoa, da Itália, pelo volante de 24 anos.

8520 visitas - Fonte: Fox Sports

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Últimas notícias