11/1/2017 14:00

Palmeiras convoca pleito do Conselho em meio a imbróglio para Galliote

Maurício Galiotte terá de resolver o impasse envolvendo a chapa de Leila Pereira (Foto:Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

O Palmeiras enviou nesta quarta-feira um informe de convocação para os associados participarem da eleição que escolherá 76 novos conselheiros e 15 suplentes para cumprir mandatos de quatro anos. A assembleia geral está marcada para o dia 11 de fevereiro e será realizada entre as 10 e 19 horas (de Brasília), na sede do clube.

A eleição do Conselho Deliberativo ocorrerá em meio a um imbróglio político para o presidente Maurício Galliote. O edital de convocação, assinado pelo próprio mandatário, estipula que as candidaturas devem ser inscritas até o dia 26 de janeiro. É neste período de 15 dias que Leila Pereira deverá resolver o impasse envolvendo sua chapa.

A proprietária das patrocinadoras Crefisa/FAM tenta reverter a decisão do ex-presidente Paulo Nobre de impugnar sua candidatura. O veto foi expedido por Nobre nos últimos dias de sua gestão, após o dirigente alegar que havia irregularidades na ficha de associada de Leila.

Para ser membro do Conselho, ela teria de ser sócia do clube há pelo menos oito anos. O ex-presidente alega que Leila só tornou-se sócia no ano passado e não cumpre o requisito. Já a candidata afirma fazer parte do quadro desde 1996. Em entrevistas, a patrocinadora chamou Nobre de “covarde” por tentar frustrar os seus planos.

Galiotte será o responsável por resolver o impasse. Se aprovar a chapa de Leila, o presidente irá contra os interesses de Nobre – seu padrinho político. Confirmar a impugnação da candidatura desagradará a patrocinadora e Mustafá Contursi, líder do grupo pelo qual Leila concorre a uma vaga no Conselho, o “Palmeiras Forte”.

O apoio de Mustafá às gestões de Nobre foi um dos motivos que garantiram a paz política dos últimos anos. Além disso, o contrato de patrocínio com a Crefisa/FAM chegará ao fim neste mês. A postura de Galiotte influenciará na forma como as partes discutirão uma extensão do vínculo.

Somados os custos do atacante Lucas Barrios, cujos vencimentos mensais beiram R$ 1 milhão, as patrocinadoras injetaram R$ 78 milhões anuais no Palmeiras. Uma renovação implicaria em um aumento desta quantia. Também passa pela manutenção do vínculo a contratação de um reforço de peso para substituir Gabriel Jesus, vendido ao Manchester City. Na terça-feira, o diretor Alexandre Mattos já esfriou as chegadas de Lucas Pratto e Miguel Borja.

7098 visitas - Fonte: Gazeta Esportiva

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

isso tudo só aumenta raiva nos torcedores um dia Pratto tá acertado com Palmeiras no outro dia o direito descartar Pratto

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias