11/1/2017 17:39

Crefisa pagou compra de Guerra e permanência de Dudu

A Crefisa renovará o contrato com o Palmeiras, mas a assinatura deve acontecer apenas depois da eleição do Conselho Deliberativo. A ideia é não misturar a candidatura de Leila Pereira ao Conselho Deliberativo com o acordo comercial feito entre o clube e a empresa. Depois disso, não deve haver presentes. Ou seja, a Crefisa não ajudará o Palmeiras a comprar um centroavante. Está praticamente descartada a ideia de contratar Pratto ou Borja.

Só que a Crefisa deu dois presentes recentes ao Palmeiras. A contratação de Alejandro Guerra, eleito o melhor jogador da Libertadores, foi feito com o aporte financeiro de US$ 3 milhões da Crefisa.

Também havia um problema para exercer a preferência por Dudu e mantê-lo no elenco. Na compra realizada em janeiro de 2015, o Palmeiras se comprometeu a pagar 3 milhões de euros ao Dinamo de Kiev para permanecer com o atacante em 2017. A parcela foi paga com o apoio financeira da Crefisa.

O Palmeiras planeja contratar apenas mais dois jogadores, entre eles um lateral direito. O negócio encaminhado envolve o retorno do lateral Fabiano e a compra do atacante Willian, do Cruzeiro, em troca da permanência em definitivo de Robinho na Toca da Raposa. A confirmação do acerto só se dará depois do retorno do diretor de futebol do Cruzeiro, Bruno Vincintim, que está nos Estados Unidos. O Flamengo tentou entrar no negócio e ofereceu o volante Cuellar ao clube de Belo Horizonte, para ter William.

Como o negócio entre Cruzeiro e Palmeiras iniciou-se antes, é mais provável que William seja reforço para o ataque no Allianz Parque.

33108 visitas - Fonte: Blog do PVC

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Últimas notícias