19/4/2017 13:15

Confiante, Dracena garante ‘briga até o fim’ e enaltece torcida: ‘É combustível’

Depois de perder por 3 a 0, em Campinas-SP, o Palmeiras terá uma difícil missão para conquistar uma vaga na grande decisão do Campeonato Paulista. Na partida de volta contra a Ponte Preta, que será realizada no sábado (22), às 19h, no Allianz Parque, o Verdão terá de fazer três gols para decidir o seu futuro nos pênaltis ou então quatro para passar no tempo normal, tudo isso sem sofrer nenhum tento da Macaca. Mesmo com o cenário adverso, o zagueiro Edu Dracena mostra muita confiança por uma possível classificação palestrina.

“Brigaremos até o fim. Eu acredito muito no Palmeiras e na torcida, que fará uma diferença muito grande, será essencial para conseguirmos a classificação. Os torcedores contaminam o time. No primeiro jogo da Libertadores no Allianz Parque (contra o Jorge Wilstermann-BOL), o clima foi sensacional, é aquela atmosfera que eu quero. Gosto de jogos decisivos, de jogos que não podemos errar. Nessas horas vemos o grupo forte que o Palmeiras tem”, declarou, ressaltando a importância dos torcedores do clube.

“A receita é ganhar, independentemente se for no início ou no fim. Acredito que o Palmeiras entrará focado e concentrado para jogar os 90 minutos. Não será decidido no primeiro minuto, mas pode ser decidido no último, assim como aconteceu várias vezes. Por isso o torcedor fica cantando o Hino do Palmeiras até o último minuto. Temos de ressaltar que a torcida do Palmeiras faz uma diferença muito grande, e isso passa para os jogadores. Isso é combustível para nós entrarmos em campo e jogarmos da melhor forma possível para conseguir o nosso objetivo”, afirmou.

Dracena também confia no empenho de seus companheiros. “Este time já mostrou que o torcedor pode acreditar até o fim, vimos isso nos jogos da Libertadores. O meu lema é não desistir jamais, e o do Palmeiras também. Até o apito final. Pode ter certeza de que nós, jogadores, faremos o melhor, totalmente diferente do jogo da Ponte Preta. Faremos de tudo para que o nosso torcedor, que já comprou mais de 30 mil ingressos, possa sair feliz do estádio”, disse o defensor.

No entanto, o camisa 3 admite que o Palmeiras não terá vida fácil diante da Ponte Preta. “A Ponte marca forte, não dá muito espaço e joga no contra-ataque. Tem jogadores rápidos na frente. Temos de nos movimentar, criar alternativas e espaço para furar o bloqueio da Ponte, que será grande. Temos de estar 90 minutos concentrados e em nenhum momento abaixar a guarda porque isso pode nos surpreender e acabar com os nossos planos”, comentou o zagueiro, que viu com bons olhos os dois últimos dias perto de seus familiares.

“Foram dois dias importantíssimos para nós, mas já estava programado. Ficar dois dias com a nossa família, pessoas que a gente ama, faz você pensar que vale a pena qualquer esforço no jogo de sábado para conseguirmos a classificação. Em nenhum momento passa dúvida na cabeça dos jogadores, todos passaram por momentos difíceis até chegar ao Palmeiras. É mais um problema difícil que daqui dois anos olharemos para trás e tomara que tudo tenha valido a pena”, finalizou.

5733 visitas - Fonte: Site Oficial

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Concordo, Vitor Hugo e Mina uma estatura melhor ,e Michel Bastos no lugar do Zé Roberto, dois volantes Felipe Melo e Thiago Santos, no ataque Roger Guedes , kenno e William e o Guerra armando

Cosme Primo     

tb acho que Vitor Hugo tá na hora de voltar junto com mina

Discurso de político, porque não entraram assim no jogo passado. Desgaste, pressão, rsrs estamos em início de temporada. Desculpa Dracena, o ano todo vai ser assim.

Jadir Mendes     

Volta Victor Hugo põe moral nessa zaga

Wonner Rodrigues     

poe o dracena eo ze no banco time da ponte e rapido

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias