19/5/2017 14:19

Eduardo Baptista revela que recebeu ligação de Cuca após demissão do Palmeiras

Treinador foi demitido no início do mês após perder na Copa Libertadores

Eduardo Baptista foi demitido do Palmeiras no início do mês JALES VALQUER/FOTOARENA/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO

Duas semanas depois de ser demitido, Eduardo Baptista falou pela primeira vez sobre sua saída do Palmeiras. Em entrevista ao canal de TV Esporte Interativo, o ex-técnico alviverde comentou a entrevista coletiva que concedeu após o jogo contra o Peñarol, no Uruguai, revelou a ligação que recebeu de Cuca após ser demitido e se defendeu das acusações de que seria "maleável" para escalar a equipe palmeirense.

Depois da vitória palmeirense sobre o Peñarol, no dia 26 de abril, no Uruguai, e o conflito ocorrido entre jogadores e torcedores dos dois times, o treinador esbravejou contra a imprensa, acusando-a de "revista de fofocas" e que se sentia ofendido pessoalmente ao ser chamado de 'maleável'.

A raiva apareceu devido a um texto do jornalista Juca Kfouri que dizia que Baptista seria "maleável" e cederia a pressões de dirigentes e empresários para escalar jogadores no Palmeiras.

"Eu tirei o Borja de campo porque naquele momento o William vinha de oito gols. Desde a primeira entrevista me perguntaram como eu lidaria com as estrelas. Respondi: 'Sendo honesto, vai jogar aquele que estiver melhor'. Independentemente se o Borja tinha de jogar porque era caro, naquele momento era necessário olhar nos olhos dos jogadores. Eu tinha zagueiro da seleção brasileira no banco de reservas, o Vitor Hugo, sendo vendido para Itália. Todo mundo quer que seu jogador jogue, tem pressão de todos os lados, mas, se ceder a ela, escalo 18 jogadores", defendeu-se Baptista.

Sobre a entrevista no Uruguai, o técnico disse que não perdeu as estribeiras. "O que falei ali, falei aqui. Aquela minha revolta estava em uma linha de honestidade, caráter, humildade... Se estava certo ou errado, é outra coisa, mas não fala do meu caráter. Pode me chamar de burro, mas não fala que sou desonesto. Não entendo de fonte, de lei, mas entendo de caráter. Eu estou no futebol há 22 anos, com quatro de treinador. No quarto ano chego no campeão brasileiro. Não foi passando os outros para trás, não foi tendo ligação com empresário. Foi trabalhando", ressaltou.

Baptista revelou que recebeu ligações de todo o elenco após a demissão, e que a palavra que mais se repetiu foi "obrigado". Além dos jogadores, Cuca também telefonou para o seu antecessor. "Foi numa boa, nada demais. Desejei boa sorte para ele. Falamos da parte tática, ele pediu algumas características de alguns jogadores, porque não conhece vários", declarou o ex-técnico, que também aproveitou para elogiar o atual, dizendo ser o melhor nome para substituí-lo no comando do Palmeiras.

55314 visitas - Fonte: R7

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias