22/10/2017 20:53

Alberto Valentim valoriza vice-liderança do Palmeiras e diz: "Está cada dia melhor"

Técnico comemora sequência positiva, mas quer salto de qualidade contra o Cruzeiro

Alberto Valentim na partida contra o Grêmio (Foto: Jeferson Guareze / Estadão Conteúdo)

Comemorar a vitória, a vice-liderança do Campeonato Brasileiro e a evolução do time nas últimas partidas, mas ainda sem pensar na primeira colocação. Assim foi a entrevista coletiva do técnico Alberto Valentim após a vitória do Palmeiras por 3 a 1 sobre o Grêmio, neste domingo, em Porto Alegre.


No bate-papo com os jornalistas, o treinador do Verdão falou sobre o bom desempenho da equipe, que foi ao terceiro resultado positivo consecutivo no torneio – o resultado no Sul levou os palmeirenses para a segunda posição, agora com 53 pontos.

– Na última coletiva, me perguntaram o que tinha de melhorar e o que eu gostei. Eu estou gostando de tudo, mas ainda temos uma margem para melhorar muito grande, e os jogadores sabem disso. Da forma que trabalhamos, do que eu tenho pedido, das coisas que temos de fazer na fase defensiva e na fase ofensiva, nós temos melhorado muito. Está cada dia melhor, mas ainda precisa melhorar muito – avaliou Valentim.

O Verdão agora tem seis pontos de desvantagem para o Corinthians, que entra em campo nesta segunda-feira para enfrentar o Botafogo, no Rio de Janeiro. Até por isso, o treinador evitou falar sobre as chances de título e já destacou a preparação para enfrentar o Cruzeiro, no dia 30 de outubro, na arena.

– Sobre a classificação, mais três pontos. Tem o Cruzeiro na segunda, é outro time que está em cima na tabela. Vai ser outro time mais difícil ainda do que foi contra o Grêmio aqui. O Corinthians está com um jogo a menos. O que nos enche de alegria e satisfação é que conseguimos a segunda posição – afirmou o treinador.

Veja como foi a entrevista de Alberto Valentim:

Vitória contra o Grêmio

– Jogo difícil, na casa do adversário... Jogamos contra o segundo colocado, sabíamos que era difícil. O primeiro tempo foi muito equilibrado, não estávamos conseguindo jogar, o Palmeiras não estava conseguindo achar espaço no campo defensivo deles. Fizemos alguns ajustes no intervalo para que isso acontecesse e criássemos mais ocasiões de gol. Na fase ofensiva gostei muito do nosso time, organizado. Às vezes, eu uso o termo "sofrer" durante o jogo. Vai sofrer pressão do adversário e vai ter de suportar um pouco se defendendo bem. Com qualidade na fase defensiva fizemos isso muito bem.

Evolução do time
– Minha primeira conversa com o grupo, e a última conversa antes de fechar a preleção, foi que nós precisávamos assimilar o mais rápido possível a nossa ideia de jogo, o que eu entendo de um time organizado, com posse de bola, com controle de jogo. Eles estão fazendo muito bem, vamos ter uma semana sem jogo. É obrigação até que esse salto de qualidade que está ocorrendo jogo após jogo seja ainda maior contra o Cruzeiro.

Dudu
– É um dos pilares que temos no nosso time. É um jogador tecnicamente nível de Seleção, foi convocado recentemente. Tem nos ajudado muito, entendeu a forma que gostamos quando ele não tem a posse de bola. É um jogador extraordinário. Sabemos das qualidades técnicas do Dudu. Muito feliz por ele ter feito os gols porque tem se doado muito quando o adversário não tem a posse de bola.

Borja
– O discurso que eu falei para todos em relação à parte tática e entrosamento serve também para o individual. E muito para o Borja também, que estava tendo dificuldade e não estava conseguindo jogar bem. É um jogador que estamos tendo atenção para que ele entenda os movimentos que precisa fazer. Ele tem de fazer parte da defesa, posicionado como atacante, mas precisa entender que a parte defensiva começa por ele. Está de parabéns porque tem entendido que ele precisa melhorar.

Evolução como treinador
– Estou cada dia melhor. Entendam bem: melhor porque estou vivendo coisas diferentes, estou ficando mais experiente. Se treinadores de outra geração falam que estão melhores porque aprenderam com isso e aquilo, imagina um jovem como eu sou que está começando a carreira. Estou muito atento. Eu peço para os jogadores acelerarem o processo de maturidade, é uma luta constante minha desde quando parei de jogar. Sabia que uma hora ou outra exerceria função de auxiliar, agora estou como interino. Procurar melhorar a cada dia.

738 visitas - Fonte: GloboEsporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Phelipe Raphael     

Parabéns, Valentim, o Palmeiras parou de ficar correndo feito louco pelas alas e apenas alçar bolas na área, o time consegue manter o equilíbrio em tds os setores, espero que o trabalho permaneça em constante crescimento, e que seja forte para suportar aa situações adversas que possam surgir.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias