14/11/2017 10:48

Michel Bastos aceita cobranças e quer permanecer no Palmeiras

Michel Bastos foi um dos mais cobrados no protesto de uma torcida uniformizada, domingo, antes do jogo contra o Flamengo. Alguns integrantes pediram sua dispensa no fim do ano. Michel Bastos chegou em janeiro e nunca conseguiu se firmar como titular, depois de uma passagem conturbada pelo São Paulo, em 2016. O blog conversou com o jogador a respeito das cobranças e a projeção para 2018, permanecendo ou não no Palmeiras. Confira a seguir.



Você acha que é justo os jogadores serem cobrados pelo investimento feito pelo Palmeiras?

Eu acho justa a cobrança com investimento ou sem investimento. É o Palmeiras, uma grande equipe. Cem milhões, 50, 200, dez milhões, vão cobrar da mesma forma. Se focou muito no que foi investido na equipe do Palmeiras, mas sabemos que independentemente do investimento ou não, a cobrança será a mesma e a gente respeita a cobrança do torcedor, desde que ela não seja com exagero, a gente vai respeitar, até porque a gente tem consciência muitas vezes de que estamos devendo e a cobrança vai vir. Mas, uma cobrança sadia, com respeito, porque acho que todos os jogadores respeitam a camisa do Palmeiras, respeitam o torcedor até o final. A gente vai respeitar as críticas, cobranças, mas como eu falei, sem agressão, que é da melhor forma possível.

Você tem mais um ano de contrato e não jogou muito em 2017. Queres permanecer no Palmeiras?

Quem não quer permanecer na equipe do Palmeiras? Eu tive algumas lesões, depois a escolha do treinador, que a gente tem que respeitar. Está sendo um ano um pouco diferente para mim, onde tenho que me encaixar e adaptar à equipe da melhor forma possível. Antigamente, graças a Deus, muitas vezes, pelo fato de eu ser a referência nas equipes onde eu joguei, eu tinha esse privilégio da equipe se encaixar da forma que eu tinha que jogar. Então, hoje é um pouco diferente. Estou numa equipe com grandes jogadores, com bastante jogadores. Então, tem que se encaixar da melhor forma possível. Eu tive mais oportunidades fora de posição, mas o importante é sempre estar jogando e ajudando a equipe do Palmeiras.

Teu nome estava na lista dos uniformizados, pedindo tua saída. Como viste isso?

Eu acho que é normal, quando você não joga muito. Ainda mais quando o torcedor confia no teu futebol. Cobrar, eu acho que está no direito do torcedor. Se me perguntarem se estou de acordo, não estou de acordo, mas respeito. Trabalhar, trabalhar para que eles mudem de opinião.

Treinador jovem não aguenta o Palmeiras? Precisa de lastro e experiência para 2018?

Treinador bom aguenta o Palmeiras. Velho ou novo, um bom treinador como é o Alberto, pode ser um grande treinador dentro do Palmeiras.

Michel Bastos tem mais um ano de contrato com o Palmeiras. Aos 34 anos, Michel disputou 35 jogos e marcou dois gols.

5901 visitas - Fonte: Blog do Praetzel

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Michel Bastos, bem fisicamente pode jogar hoje em qualquer grande clube da série A. Acho que ele pode dar muitas assistências no Versão ainda!!

Drausio Filho     

Quero ver qm n QR ficar no verdão, paga em dia é mto bem. como o contrato dele é até final de 2018, arruma 1 negócio e coloca ele. ele é fraco pro PALMEIRAS.

Derli43     

Os laterais 2018:
Esquerda: V. Luiz e Da. Barbosa

Direita; L. Taylor, J. Pedro e Mayke(banco)

Zeca(direita e esquerda).
M. Bastos(esquerda e meia).

Ainda temos os improvisados:
Jean(Direita e volante)
Tchê (Direita e meia).

Egídio, Fabiano, Juninho, Luan, A. Carlos, Zé Roberto, Dracena, B. Henrique, R. Guedes, Prass, Erik e Deyverson..

Já deu.. tem que sair do verdão.

Derli43     

O problema do Palmeiras, era que contra a os caras bichados e nunca puderam jogar 100% curados, foram os casos do M. Bastos e Arouca, temos que avaliar agora que estão bons. Se tiverem sequência.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias