14/4/2018 08:35

Roger evita caça às bruxas e busca ajustes coletivos

Técnico indica que falhas individuais dos últimos jogos não causarão

Foto: Cesar Greco

O silêncio fora do comum na concentração para o jogo contra o Boca Juniors (ARG) indicava que a derrota para o Corinthians na decisão estadual havia deixado feridas no elenco do Palmeiras. Abalar a confiança de seus jogadores é tudo o que Roger Machado não quer neste momento. Depois do amargo empate com os argentinos, o técnico está evitando fazer uma caça às bruxas, embora admita que há ajustes a serem feitos na defesa, no meio e no ataque.



Defesa - Marcos Rocha e sobretudo Antônio Carlos ficaram marcados pelas falhas que causaram os gols de Corinthians e Boca, mas Roger salientou em sua coletiva de sexta-feira que o problema começou com vacilos de marcação lá na frente.

- A gente tem que ver de forma coletiva. Esses dois eventos (gols de Corinthians e Boca) exclusivamente têm uma ligação muito forte com aspectos táticos da primeira linha, que a gente precisa observar e corrigir. Algumas perseguições de encaixe saindo um pouco do setor e não retornando imediatamente, o que causou o desequilíbrio que levou ao gol - analisou.

Meio de campo - Outro que está recebendo críticas é Lucas Lima, principal responsável pela criação. O técnico defendeu o camisa 20 após a partida do meio de semana, mas acredita que a movimentação dele tem feito os volantes se desgastarem mais do que o necessário.

- Uma das questões que a gente precisa corrigir e evoluir no nosso jogo coletivo é que o Lucas vem buscar a bola perto dos volantes e falta um jogador à frente da linha da bola. Esse jogador tem de ser um volante. O desgaste dos meus volantes é em função desse mecanismo que se formou em função do Lucas gostar de pegar a bola de frente e organizar desde o campo de defesa. O Lucas foi o maior assistente no Paulista, contribuiu muito. Sempre há ajustes para se fazer. Pena que a instabilidade aconteceu nesses momentos agora, mas logo a gente volta ao nosso aproveitamento normal - disse o comandante.

- O Lucas gosta de pegar a bola de frente para enxergar o jogo com mais amplitude. Ele gosta de se juntar aos lados do campo para fazer jogo de parceria com os laterais e com o atacante. A equipe precisa criar um mecanismo para ter mais jogadores à frente da linha da bola. Eu preciso ter um equilíbrio de cinco jogadores atrás da bola e cinco na frente. Nesse momento, os volantes estão passando um pouco mais, o que tem gerado desgaste. Por outro lado, quando o Lucas recebe mais atrás, ele me dá um passe ultra-qualificado - emendou.

Ataque - Por fim, vêm as críticas a Miguel Borja. Autor de nove gols e artilheiro da equipe na temporada, o colombiano não foi bem nas duas partidas mais recentes. Segundo Roger, o motivo foi a movimentação fora do padrão:

- O Miguel, pela ansiedade de participar do jogo, sai um pouco do seu setor. Fora da sua posição, ele não consegue nos oferecer o que tem de melhor. Nesses dois jogos ele teve poucas oportunidades de fazer o que mais sabe, por isso apareceu pouco. São mais ajustes que a gente tem que fazer.

O Palmeiras volta a campo na segunda-feira, contra o Botafogo, no Estádio Nilton Santos, iniciando sua caminhada no Brasileirão. Depois disso, a equipe voltará a jogar apenas no domingo. Tempo raro para Roger fazer todos esses ajustes.

- O que vejo nesse momento é a equipe oscilando em pequenos detalhes, mas com viés de crescimento alto. Fazia 29 ou 30 dias que não havia folga. Se a gente contabilizar o tempo que tivemos todo mundo em campo nesses 30 dias para trabalhar essas variáveis não passam de cinco treinos.

2421 visitas - Fonte: Lancenet.com

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Caio Portioli     

ja deu Roger
sai fora

Marcos Alex     

Professor pardal... Muita teoria pouca prática... Esse esquema com 3 atacantes é uma verdadeira enganação... Voltar a jogar no 4 4 2 seria uma ótima opção, já que o time não cria e não sabe marcar dois volantes e dois meias é uma solução...

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias