20/4/2018 17:59

Pouca chegada e falta de gols viram obstáculo para L. Lima seguir titular

Após bom início, Lucas Lima vive momento irregular com a camisa do Palmeiras

Foto: Uol

Quando Lucas Lima acertou uma bomba da entrada da área e marcou um golaço logo em sua estreia pelo Palmeiras, em 18 de janeiro, contra o Santo André, a torcida alviverde testemunhou um momento raro no Allianz Parque. Afinal, balançar as redes nunca foi um ponto forte do meia, conhecido mais por passes precisos do que por chutes certeiros. Agora, essa falta de chegada ao ataque tem atrapalhado o que o técnico Roger Machado pensa para o time e pode até tirar o camisa 20 da equipe titular.



Na avaliação da comissão técnica, Lucas Lima tem atuado em zonas muito recuadas do campo, deixando a equipe com poucos jogadores à frente da bola no momento de atacar. Para Roger, isso sobrecarrega os volantes, porque os obriga a subir constantemente à frente para manter o equilíbrio do time.

No início do ano, Roger tentou escalar Lucas mais atrás em um 4-1-4-1 para aproveitar essa característica identificada no atleta. O meia gosta de buscar jogo perto da defesa e iniciar a construção das jogadas, mas não costuma acompanhar os lances até o fim e nem chega perto da área para finalizar. Com a mudança de esquema para o 4-2-3-1, isso tem sido mais exigido dele, sem sucesso até o momento.

Não que essa deficiência seja uma novidade. A melhor temporada da carreira de Lucas Lima em termos de gols foi em 2013, quando ele balançou a rede nove vezes em 53 jogos com a camisa do Sport, sendo que sete desses gols foram pela Série B. Em quatro anos no Santos, ele fez, respectivamente, cinco, seis, cinco e três gols. Nesta temporada, em 20 jogos no Palmeiras, só marcou o gol solitário da estreia.

Vindo de atuações recentes apagadas, Lucas Lima pode até perder o posto de titular, mesmo sendo o líder de assistências do time na temporada. Ele já deu seis passes para gol, sua especialidade. Porém, as características de Alejandro Guerra, um jogador que naturalmente busca mais as costas dos volantes adversários e aparece mais na área para finalizar, têm combinado mais com o que Roger espera de um jogador nessa função.

Com Guerra debilitado por uma lesão no quadril sofrida no treino da última quarta-feira, Roger deu indícios de que Moisés pode ser o escolhido para entrar na vaga de Lucas Lima. O técnico ainda terá mais dois treinos para decidir se saca do time seu principal armador para o jogo contra o Internacional, domingo (22), no Pacaembu, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro.

Confira o desempenho "goleador" de Lucas Lima nos últimos anos:

2018 (Palmeiras): 1 gol em 20 jogos (média de 0,05)
2017 (Santos): 3 gols em 45 jogos (média de 0,07)
2016 (Santos): 5 gols em 47 jogos (média de 0,11)
2015 (Santos): 6 gols em 60 jogos (média de 0,10)
2014 (Santos): 5 gols em 49 jogos (média de 0,10)
2013 (Sport): 9 gols em 53 jogos (média de 0,16)

1308 visitas - Fonte: Uol Esporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias