25/5/2018 14:58

Veja as análises de um jornal argentino, aos clubes brasileiros na Libertadores

O jornal Olé disse que "Falta solidez ao Palmeiras"

Foto: Cesar Greco

Nesta sexta-feira (25), o jornal argentino Olé publicou uma matéria falando dos 16 clubes que se classificaram para as oitavas da Copa Libertadores. O jornal elogiou todos os clubes brasileiros, em especial o Verdão, Grêmio e o Cruzeiro, lembrando que esses três se classificaram em primeiro no grupo, ao contrario do Flamengo, que foi o único brasileiro que ficou em segundo no grupo.



Confira os comentários:

Palmeiras: Está invicto nesta Libertadores e é o ‘superlíder’, sempre jogando em seu moderno estádio na segunda partida. Está bem armado, tem talentos como Keno, o colombiano Borja e Lucas Lima, e o líder Felipe Melo. Foi confortavelmente o líder no grupo do Boca, e ainda o salvou vencendo com os seus reservas o Junior. Foi campeão em 1999 e perdeu três finais, entre elas contra o Boca em 2000. Candidato, mesmo que falte solidez. É comandado pelo jovem Roger Machado.

Grêmio: Um rival para ter muitíssimo cuidado, um dos grandes candidatos porque manteve a base do último campeão da América. Tem Walter Kannemann como um dos seus líderes, o goleiro Grohe e o perigosíssimo Luan. Vai pelo Bi, depois de ser campeão vencendo o Lanús no ano passado. Pode ser rival dos argentinos que ficaram em segundo, seria duríssimo ainda mais definindo em Porto Alegre. Está invicto na Copa, e de novo com Renato Portaluppi de técnico.

Cruzeiro: Esse histórico brasileiro de Belo Horizonte busca voltar a ser campeão depois que nada menos que 21 anos, quando ganhou do Sporting Cristal. Tem volume de jogo e capacidade ofensiva com os talentos como De Arrascaeta e Lucas Silva. Olho porque essa é uma equipe que dá chances, Racing fez quatro na estreia da Copa. Tem dois argentinos, Cabral e Lucas Romero. E a força que gera um estádio como o Mineirão. É treinado pelo histórico Mano Menezes

Corinthians: Outro pesado time brasileiro, com história, ganhou a final em 2012 contra o Boca, sua única Copa. Tem explosão no ataque, como demonstrou quando fez sete na Venezuela, e experiência: se destacam Rodriguinho, Jadson e Romero. É vulnerável, perdeu uma partida chave para o Independiente em São Paulo, onde também caiu contra o Millonarios.

Santos: Outro dos seis brasileiros que passaram, um time histórico que tem três Copas, a última em 2011. Passou apertado em um grupo acessível, empatando a última partida em casa com o Real Garcilaso. Tem fogo ofensivo, mas não é imbatível, tanto que perdeu no Peru e para o Nacional do Uruguai. Seu técnico é Jair Ventura.

Flamengo: O gigante brasileiro gera perigo com jogadores como Dourado e Paquetá. Contra o River, empatou em casa e fora. Tem apenas uma Copa, conquistada em 1981. A equipe dirigida por Barbieri não perdeu nenhuma das seis partidas.

33930 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias