22/6/2018 16:04

Palmeiras recusa primeira pedida por atacante e diz que quer mais

Segundo informações do portal Uol, o Verdão não aceitou os 8 milhões de dólares oferecidos e pede dez para selar a negociação

Foto: Divulgação

O Palmeiras está perto de acertar a venda do atacante Keno ao futebol da Arábia Saudita. Porém, de acordo com o portal UOL, o Verdão rejeitou a primeira proposta do país do Oriente Médio pelo atacante. Os árabes ofereceram 8 milhões de dólares (R$ 30 milhões), mas o Palmeiras pede 10 milhões de dólares (R$ 43,5) para selar de uma vez por todas o negócio.



A negociação está sendo conduzida pelo Ministro dos Esportes do país, Turki Al-Sheikh, por conta disso, não há como saber qual seria o destino do atacante. Porém, informações de bastidores dão conta de que o clube pode ser o Al-Nassr, mesmo de Valdívia.

Caso a venda do atleta não seja realizada até o fim desta semana, Keno se reapresentará ao Verdão para o recomeço do trabalho após dez dias de paralisação por conta da Copa do Mundo. O Palmeiras não quer vender um de seus principais nomes, mas vê o desejo do atleta e a possibilidade de fazer caixa com um atacante não tão novo (28 anos).



Até o momento, o Alviverde vem sendo o protagonista de vendas no Brasil. Tchê Tchê, Fernando e João Pedro foram negociados. Além deles, Roger Guedes, que pertence ao Verdão, mas está emprestado ao Atlético-MG, também deve ser negociado com o futebol do Oriente Médio.

22338 visitas - Fonte: Fox Sports

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

O comentário do Wilson diz tudo que está acontecendo no palmeiras pé de rato técnico burro nos estamos fundido com es técnico burro

Quem joga bola o palmeiras vende os pés de rato continua ..

Vender keno?? Vende luan, juninho, antonio carlos , emerson, deyverson e cia.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias