6/10/2018 20:02

Palmeiras vence o São Paulo no Morumbi e derruba tabu

Foto: Fernando Dantas

O Palmeiras segue a passos largos rumo ao título do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, o time do técnico Luiz Felipe Scolari fez mais uma vítima na competição nacional ao derrotar o São Paulo em pleno Morumbi por 2 a 0, resultado construído ainda no primeiro tempo graças aos gols do zagueiro paraguaio Gustavo Gómez e Deyverson. Com a vitória, o Verdão derrubou um tabu de 16 anos e voltou a superar o Tricolor, o que não acontecia desde 2002.


Apostando em Rodrigo Caio como lateral-direito novamente, Diego Aguirre preferiu deixar Everton no banco, ao contrário do que todos imaginavam, e improvisar equivocadamente Bruno Peres na ponta. Arboleda, unanimidade entre os torcedores e que também era reforço após cumprir suspensão na última rodada, também ficou na reserva. Já o Palmeiras entrou em campo com apenas quatro titulares (Weverton, Moisés, Felipe Melo e Dudu), mas mostrou que seu elenco é, de fato, muito melhor que o dos demais concorrentes.

O resultado deixou o Verdão com 56 pontos, três a mais que o vice-líder, o Internacional, que também tropeçou nesta rodada ao ser derrotado pelo Sport por 2 a 1. O São Paulo, por sua vez, estagnou com 52 pontos, se estabeleceu como quarto colocado do Campeonato Brasileiro e passou a ver o tão sonhado título nacional como algo mais distante.

Agora, o Tricolor terá de correr atrás do prejuízo contra o Internacional, no Beira-Rio, no próximo domingo, às 16h (de Brasília), outra parada duríssima para o time de Diego Aguirre. Já o Palmeiras encara o Grêmio, no mesmo dia e horário, no Pacaembu.

O jogo – O primeiro tempo do São Paulo foi para se esquecer. Aos nove minutos, Sidão já deu um indício do que seria a defesa de Diego Aguirre nos 45 minutos inicias. Aos nove, o goleiro foi repor a bola em campo, mas a soltou, e Deyverson aproveitou o vacilo para finalizar. O camisa 1 tricolor ainda chegou a fazer a defesa fora da área, fato que o árbitro Wilton Pereira Sampaio não viu, e Bruno Alves acabou ficando com a sobra e afastando o perigo.

Passado o susto, o São Paulo conseguiu levar perigo ao gol de Weverton pela primeira vez aos 11 minutos, quando Hudson aproveitou o cruzamento para desviar de calcanhar no primeiro pau e mandar por cima do travessão. Depois, aos 27, foi a vez de Rodrigo Caio lamentar após cobrança de falta de Reinaldo. O lateral-esquerdo mandou para a área, a bola foi escorada na marca do pênalti e sobrou no segundo pau, mas o zagueiro não conseguiu alcançá-la de carrinho.

Já na reta final do primeiro tempo o Palmeiras não teve piedade da falta de eficiência do Tricolor e tratou de calar o Morumbi. Aos 33 minutos, Gustavo Gómez subiu sozinho para completar a cobrança de escanteio de Dudu, de cabeça, e abrir o placar. Antes de as equipes irem para o intervalo ainda deu tempo de o Verdão fazer o segundo. Mayke puxou contra-ataque, tocou para Dudu dentro da área, mas o camisa 7 bateu na trave. Na sobra, o próprio Mayke cruzou e achou Deyverson, que, assim como Gustavo Gómez, estava livre para cabecear e estufar as redes.

Segundo tempo

O São Paulo voltou a campo para a etapa complementar com duas mudanças: Nenê saiu para a entrada de Gonzalo Carneiro, enquanto Rodrigo Caio deu lugar a Everton. Desta forma, o Tricolor foi com tudo para cima do Palmeiras nos primeiros minutos, contudo, esbarrava na falta de jogadas trabalhadas e criatividade. As ações dos donos da casa eram muito mais na base da vontade do que na técnica e todas elas não deram qualquer resultado.

Desta forma, o Palmeiras se segurou firme na defesa e não deu brechas para que o rival pudesse reagir. Ciente da estratégia são-paulina, o técnico Luiz Felipe Scolari armou sua equipe para sair em contra-ataque e matar o jogo. Faltou, porém, mais eficiência na hora de concluir, principalmente com Deyverson.

Na reta final da partida, ainda deu tempo de Willian, que entrou na vaga de Hyoran, matar o jogo ao ficar com a sobra dentro da área, porém, ao bater de primeira, viu o goleiro Sidão fazer excelente defesa. Rojas também teve a oportunidade de ao menos descontar para o São Paulo após cobrança lateral de Reinaldo, mas parou em Weverton, que estava ligado para cair no canto direito, fazer a defesa, sem dar rebote, e garantir a vitória irretocável do Palmeiras no Morumbi.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 0 X 2 PALMEIRAS

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 06 de outubro de 2018, sábado
Horário: 18 horas (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Rodrigo Henrique Correa (RJ)
Público: 56.694 torcedores
Renda: R$ 2.959.044,00

Cartões amarelos: Rodrigo Caio e Joao Rojas (SÃO PAULO); Victor Luis, Felipe Melo e Dudu (PALMEIRAS)

GOLS
PALMEIRAS: Gustavo Gómez, aos 33, e Deyverson, aos 37 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Sidão; Rodrigo Caio (Everton), Bruno Alves, Anderson Martins e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Nenê (Carneiro); Joao Rojas, Diego Souza (Tréllez) e Bruno Peres
Técnico: Diego Aguirre

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gomez e Victor Luis; Felipe Melo, Moisés e Lucas Lima (Bruno Henrique); Dudu, Hyoran (Willian) e Deyverson
Técnico: Luiz Felipe Scolari

6762 visitas - Fonte: Gazeta Esportiva

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

esses tabu sao d+ “90 ano que o palmeiras não ganha do Piraporinha nos estados unidos ao som de lambada numa tarde escura sob as luzes de um OVN ET”... mano ta ficando feio esses mitos mas continuem sendo criativos... nos continuamossendo competentes?PalmeirasSempre

Silvio Marques     

Esse é o meu palestra,fumo nas meninas chupa bambis

José Candido     

Tabu é igual CABAÇO existe pra ser quebrado

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias