21/10/2018 13:26

Em entrevista, Felipe Melo fala de apoio dado por Felipão e lembra de expulsão

Foto: Divulgação/Palmeiras

Antes de iniciar as semifinais contra o Boca Juniors nesta semana, o meio-campista Felipe Melo relembrou, em entrevista à "TV Globo", um momento pelo qual ficou marcado na atual edição da Copa Libertadores: a expulsão nos primeiros minutos duelo de volta das oitavas de final contra o Cerro Porteño.



Embora sustente que não merecia a cartão vermelho, Felipe Melo disse que "sofreu muito" ao ver a classificação do Palmeiras sob risco e que tirou um "peso do tamanho (da cidade) de São Paulo das costas" com a vaga nas quartas. Mesmo com a vantagem obtida com a vitória por 2 a 0 no Paraguai, o clube paulista sofreu com um jogador ao menos e um gol rival no segundo tempo provocou apreensão até os minutos finais.

"Sofri muito depois (da expulsão), principalmente depois daquele gol espírita (o gol do Cerro ocorreu em um cruzamento que tomou a direção do gol). Disse não é possível. Até acabar o jogo, estava com (a cidade de) São Paulo nas minhas costas, todos os torcedores do Palmeiras nas minhas costas. E com razão", disse.

Felipe Melo admitiu ter aprendido com a lição da expulsão e disse que, desde então, tem tomado mais cuidado, o que é verificado pelo menor número de cartões. Mesmo assim, ele repetiu que um amarelo talvez fosse o mais justo.



"Nunca mais vai acontecer porque, óbvio, uma jogada ali não vou colocar o pé. As pessoas batem muito mais quando acontece com o Felipe Melo. Creio que não merecia o vermelho. Tanto que ele deu o amarelo e voltou atrás. Primeira vez que vejo sem o VAR voltar atrás", ironizou, sobre o fato de o árbitro ter primeiro o advertido com o amarelo.

O meio-campista não quis entrar em detalhes sobre as conversas com Felipão sobre o lance, mas destacou a postura do seu atual técnico. "As coisas aconteceram internamente, vai ficar conosco. Mas entra o jeito família de ser, de ajudar o ser humano", completou.

Felipe Melo ainda citou o treinador em duas outras respostas. Primeiro ao dizer que não vê Felipão com o peso de ter sofrido o 7 a 1 na Copa do Mundo de 2014 – assim como ele não sente pela expulsão na Copa de 2010 na eliminação contra a Holanda - e depois pela evolução do Palmeiras na temporada

"Não tenho peso nenhum de 2010. Durmo bem, acordo maravilhosamente bem com meus filhos, minha esposa, uma bela loira inclusive. Quanto ao Felipe, tampouco acho que tenha esse peso. Falam de grandes treinadores, mas o último que ganhou (uma Copa) foi ele (em 2002). Tem que pedir benção para o papai, não tem jeito", disse.



Sobre seu impacto no Palmeiras, que briga pelos títulos da Libertadores e do Brasileiro, Felipe Melo disse: "A fome de ganhar títulos que ele tem. Já ganhou tudo e parece um jovem em busca de seu primeiro título. Se ele tem essa fama de ganhar título, isso transmite para todos".

O Palmeiras entra em campo neste domingo, às 16h (de Brasília), para enfrentar o Ceará pelo Campeonato Brasileiro. Na quarta-feira, o desafio será contra o Boca Juniors, pela Libertadores.

4332 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Jorge Chuman     

esse time ta bom

O palmeiras com essa grana e elenco e um tecnico da casa como o Felipao ja era so sucesso

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias