22/2/2019 10:50

Preço e falta de vantagens faz com que palmeirenses deixem o Avanti

Foto: Eduardo Knapp/Folhapress

O que seria positivo virou dor de cabeça para os torcedores do Palmeiras. Muitos têm cancelado sua assinatura de sócio-torcedor Avanti por não concordarem com a elitização pela qual o programa tem passado. Dificuldades para comprar ingressos, valores altos, reajuste da anuidade acima da inflação e tratamento ruim com o torcedor são algumas das reclamações recorrentes ouvidas pela reportagem do UOL Esporte.



"Até ano passado, eu era sócio ouro e ia em todos os jogos em casa, além de ver os fora de casa no [serviço a cabo] Premiere. Esse ano, com os aumentos, eu decidi por parar de pagar meu Avanti e vou ver todos os jogos de casa", disse Rodrigo Ferreira, 25, sócio por seis anos e meio. Ele não está sozinho.

Mesmo sem abrir dados oficiais, o clube admite a queda no número de sócios adimplentes e, internamente, entende que o número negativo seria resultado normal do início do ano, quando vários param de pagar temporariamente por conta do calendário com menos partidas.

O Avanti foi criado em 2012 com a promessa de desconto em ingressos e pré-venda exclusivos. O programa alia planos de diferentes preços com a frequência de torcedores nos jogos. Isso gera uma nota, o "rating", que é a média de assiduidade nas partidas do mês anterior somada ao "rating" anterior. A venda de ingressos com desconto, por exemplo, é disponibilizada primeiro para os torcedores "cinco estrelas" (maior "rating"). Muitas vezes, quando chega a vez daqueles com notas mais baixas, já não há mais entradas em valores acessíveis disponíveis.

Assim, o clube aumentaria assiduidade e, em tese, recompensaria a fidelidade. Nem sempre: o torcedor pode pagar mais para ir menos aos jogos.

Os valores das mensalidades variam de R$ 17,99 a R$ 119,99. O plano mais barato oferece apenas 20% de desconto no Setor Superior, enquanto o mais caro dá direito a 100% de desconto nos setores Central Oeste, Gol Sul, Gol Norte e Superior e um automático "rating cinco estrelas".

"Na verdade, é uma vantagem invertida: você tem que pagar para não ter a desvantagem de pagar uma fortuna pelo ingresso se você não for sócio", opinou Rodrigo Ferreira.

O sistema deixa de fora torcedores que estão no Avanti desde o início. É o caso de Claudinei Francisco Buccioli, 55, que entrou no programa em 2012 como maneira de ajudar o clube, recém-caído para a Série B. "Hoje, acabo ficando fora dos jogos por não conseguir comprar e acabo vendo pela TV por assinatura. Sou a favor da fidelização, desde que dê oportunidades a todos os fidelizados", disse.

O Palmeiras, no entanto, defende o programa e suas vantagens. Em nota oficial enviada no início do mês, afirmou: "O Programa Avanti permite que o torcedor tenha alternativas que melhor se ajustem ao seu perfil e garanta o ingresso mais acessível, de acordo com seu planejamento. Em suma, o preço médio pago pelos ingressos é bastante inferior ao valor de face, uma vez que o Sócio Torcedor Avanti desfruta de descontos significativos. Essa é a forma que definimos para premiar o torcedor assíduo, que apoia o Palmeiras com maior frequência no estádio".



A reclamação mais recente dos torcedores é em relação ao reajuste de 20% dos planos para 2019, bastante acima da inflação de 3,75%. O clube, em contrapartida, crê que a elevação dos valores é justa. Na mesma nota, argumentou que o preço mais baixo de um ingresso hoje para um sócio-torcedor do Plano Ouro é de R$ 48,33, enquanto em 2008 esse bilhete custava R$ 56 (valor corrigido pela inflação).

Para chegar a esse valor, o torcedor precisa pagar a mensalidade de R$ 144,99 do Plano Ouro e conseguir ir a quase todas as partidas do mês nos setores Gol Norte ou Superior Norte do Allianz Parque, que oferecem 100% de desconto - e, por isso, são os mais concorridos.

"Nem todo brasileiro pode se comprometer a se fidelizar com essa quantia mensal, sem contar a necessidade de possuir frequência superior a 80% nas partidas para tal benefício. Os outros setores são comercializados a preços absurdos ou a mensalidades exorbitantes para a realidade da maioria da torcida", declarou o torcedor Antônio Clare Pereira Luz, 59 anos.

O torcedor Vinicius Giglio, 25, concorda. "O Palmeiras hoje pratica os preços mais caros do Brasil, tem tíquete médio mais caro do que muitos times da Europa. É um preço muito não condizente com a realidade da sociedade brasileira".

Os palmeirenses, de fato, precisam investir mais do que os torcedores de outros clubes nacionais se quiserem aproveitar as vantagens de um sócio-torcedor.

O Corinthians, por exemplo, tem três planos, que vão de R$ 160 por ano, com descontos de 20 a 30% nos ingressos, a R$ 720 por ano, com descontos de 40 a 50% nos ingressos. Já o São Paulo tem oito planos, sendo que os valores variam de R$ 12,99 a R$ 489,00. O plano mais caro ainda dá direito a comprar ingressos ao preço de R$ 1 para o Setor Soberano com serviço de buffet, ou para qualquer outro setor do estádio, exceto as cativas, camarotes e Setor Visitante.

Mas há um certo exagero por parte dos torcedores quando comparam o Avanti com programas de outros países. Quem afirma é Amir Somoggi, sócio-diretor da Sports Value, especializada em marketing esportivo. "Na média, o Palmeiras ainda está longe dos clubes europeus. Mas ainda é bem caro. O Palmeiras tem o tíquete médio mais caro do Brasil. Claro que o torcedor palmeirense sente no bolso, mas ainda não temos como comparar com os europeus. O que acontece é que o custo do futebol brasileiro tem se tornado cada vez mais alto, há uma elitização", disse.

Após o susto com o aumento de valores, os torcedores alviverdes tiveram outro gasto inesperado. As carteirinhas do programa tiveram de ser substituídas para se adequar às novas catracas da WTorre. Qual foi a solução encontrada pelo Avanti? Cobrar o envio pelo correio ou dar a opção de retirada na sede do programa ou no próprio estádio em dias de jogos. Tal atitude fez o Palmeiras ser notificado pelo Procon.

"Essa das carteirinhas foi o cúmulo. Todo mundo que já era sócio já pagou uma taxa de matrícula. É um serviço que a gente já tem. Acho abusivo cobrar mais uma taxa em cima de um serviço que já é prestado", completou Vinicius.

Por fim, os torcedores que desistiram de ir ao Allianz Parque porque não têm condições financeiras ainda passam por outro obstáculo. Em dias de jogos do Palmeiras, a diretoria determinou que somente torcedores com ingresso comprado tenham acesso às ruas ao entorno do estádio.



Deste modo, quem não tem ingresso não consegue acompanhar as partidas nos bares e restaurantes próximos ao estádio, locais conhecidos como ponto de encontro para os palmeirenses.

O QUE DIZEM OS TORCEDORES?

"O Avanti é necessário para conseguir ingresso a um preço acessível, considerando a presença obrigatória no caso do Plano Ouro, aquele que leva mensalmente a um ingresso médio razoável. Fora esse aspecto, oferece serviços péssimos, como um sistema de venda de ingressos sem qualidade alguma e sem incentivo para o torcedor além do ingresso em si"
Antônio Clare Pereira Luz, 59 anos

"Com certeza há uma elitização. Isso é evidente quando você compara o público dos jogos no Pacaembu com jogos no Allianz. Hoje, o jeito mais barato de frequentar todos os jogos do Palmeiras é se comprometer em pagar R$150 por mês e ir em todos os jogos. Isso é 15% do salário mínimo"
Rodrigo Ferreira, 25 anos

"O meu plano foi para R$ 42 por mês para ter direito a pagar meia em alguns setores. O valor da meia entrada que sobrava para mim era em média R$ 75, R$ 85. Não é nada barato. Meu chefe é sócio do Corinthians, pagou R$ 160 no plano anual"
Renan Bonini, 27 anos

"O aumento dos planos é mais uma prática elitista da atual gestão. Aumentar todos os planos acima da inflação e fazer aquele negócio de 'você que ajuda o Palmeiras a manter Dudu', 'maior base de sócio torcedor, torcida que mais cresce'. Mas a que custo? Porque hoje cada vez menos gente pode pagar para ver o Palmeiras. Independente de trazer reforços milionários, todo mundo quer ver o Palmeiras, mas não é todo mundo que pode"
Vinicius Giglio, 25 anos

Outro motivo que foi me cansando aos poucos, é o fato de bloquearem os acessos à Rua Palestra Itália para quem não reservou ingresso pela entrada da mesma. Acho um absurdo eu ter ingresso comprado e não poder frequentar a Rua Palestra Itália antes dos jogos só pelo fato do meu ingresso ser pela Av. Francisco Matarazzo. Para quem frequentou os jogos no Palestra Itália antigo, sabe que a antiga Rua Turiassu é o ponto de encontro para reunir os amigos"
Victor Sapuppo, 31 anos

Sempre foi um espaço de convívio. A gente entende que muitas pessoas que entravam antes no estádio, não conseguem mais pelo preço do ingresso, então conseguiram suprir essa vontade nas ruas. Mas aí elas se veem privadas de poder conviver com seu clube. É uma relação bastante direta. Limitar o acesso só para quem tem ingresso de determinados setores, acaba definindo o perfil e o público que vai estar naquela rua"
Anna Olimpia, representante do Ocupa Palestra



Leia também: [ENQUETE] O Palmeiras deveria fazer uma grande oferta para contratar Pato?

Leia também: Marcos faz defesa ao uniforme azul e explica apoio a Bolsonaro



3099 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Beto Zimmermann     

Depois que vi a diretoria dando apôio para um boçal de nem se pode chamar de presidente, colocar as mãos sujas, podres na taça de campeão, o corrupto e que faz parte de milicias, e cancelei o avanti no dia da entrega da taça quando vi aquele idiota que está destruindo o país. Enquanto o boçal for presidente, não vou ver jogos do Palmeiras.

Marcio Catelani     

Sou um dos que cancelsram e enqto nao rever esses valores nao volto.

eu era Avanti desde 2012, mas nunca fizeram qualquer tipo de agrado comigo. Agora em janeiro cancelei meu plano. Uma vez ou outra eu levava minha mulher comigo. Agora esses mercenários não vão ver a cor do meu dinheiro e nem da minha mulher (que pagava inteira). Os restaurantes de SP agradecem.

Eu e minha esposa somos socio avante Bronze e moramos em Pirassununga. Para assistirmos jogos em SPaulo o custo é alto, e não temos nenhum beneficio no interior, como aí em Sampa. É preciso melhorar esse lado de beneficios aos moradores do interior e de outros estados

Romário souza     

Agora fica aí lavando dinheiro gastando dinheiro com pé de rato ou faz um fundo de casa para o clube p**** vídeo usar os meninos da base fica comprando ex-jogador Zinho ruim pega o Papagaio e manda para o Atlético Mineiro Ah tá de brincadeira velho

Romário souza     

75% Desse pessoal que tão aí no Palmeiras incluindo o presidente são lixo não vem não venha com conversinha para cá não dizendo que o sócio é que mantém o jogador para poder mais aumentar o valor dor programa

Maurinho Silva     

É a polícia quem proibe os torcedores sem ingressos a ficarem nos bares da redondeza da arena e não s diretoria. Pega menos ai o repórter. Corrige isso ai amigo. Querem falar mau da diretoria, não tem motivos, ficam inventando.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias