12/3/2019 11:14

Envolvido em polêmica e ex-técnico de Messi, veja quem é o técnico do Melgar

Foto: AFP

O Melgar é um dos clubes participantes da Libertadores-2019 que possui história mais modesta. Em 103 anos de existência, só foi campeão peruano duas vezes e jamais conseguiu avançar para a segunda fase de alguma das competições sul-americanas que disputou.



Mas o técnico do adversário desta terça-feira do Palmeiras, em confronto válido pela segunda rodada do Grupo F do torneio, pode se orgulhar de ter uma trajetória bem menos humilde.

Jorge Pautasso, de 57 anos, já trabalhou em um dos maiores clubes do mundo, dirigiu um dos melhores jogadores de todos os tempos, enriqueceu seu currículo com passagens por seleções e até protagonizou uma briga durante um clássico Brasil x Argentina.

O hoje comandante do time peruano está em seu primeiro trabalho como treinador de uma equipe adulta. Durante a maior parte da sua carreira, fez parte da comissão técnica de Tata Martino.

E foi ao lado do parceiro dos tempos em que ambos jogavam no Newell's Old Boys que Pautasso teve experiências no primeiro escalão do futebol mundial.

Uma delas, conviver diariamente durante uma temporada com Lionel Messi, que curiosamente é torcedor fanático do Newell's e já declarou inúmeras vezes que pretende jogar no clube antes da aposentadoria.

Em 2013/14, quando Tata era o técnico do Barcelona, muitas vezes cabia a seu auxiliar a tarefa de dirigir o camisa 10 e também estrelas como Andrés Iniesta, Neymar e Gerard Piqué nos treinos.

Após ir embora da Catalunha, Pautasso ainda trabalhou com Messi na seleção argentina entre agosto de 2014 e julho de 2016. Foi nesse período que o hoje técnico do Melgar se desentendeu com o então treinador do Brasil, Dunga.

A confusão aconteceu durante o Superclássico das Américas, em outubro de 2014. O então auxiliar de Tata não gostou de ver o ex-volante brasileiro fazendo um gesto com nariz (em alusão ao uso de cocaína por Diego Maradona) em direção ao banco argentino e teve de ser contido para não partir para cima do adversário.

À distância, Pautasso chamou Dunga de "puto" (gíria pejorativa para homossexual nos países da América Latina). Como resposta, ouviu do brasileiro que "era igualzinho a ele", ou seja, que também se drogava.



O ex-auxiliar permaneceu ao lado de Tata até o fim da passagem de ambos pela seleção. Em 2017, rompeu a parceria e trabalhou na comissão técnica do Deportivo Cali. Em dezembro do ano passado, deu um upgrade na carreira e assinou com o Melgar.

Para chegar à fase de grupos da Libertadores, o time peruano precisou passar por Universidad de Chile e Caracas nas etapas preliminares. Na semana passada, os peruanos estrearam no Grupo F com um empate sem gols com o San Lorenzo.

Já o Palmeiras, semifinalista no ano passado, abriu sua participação na competição com uma vitória por 2 a 0 sobre o Junior Barranquilla, na Colômbia, e ocupa a liderança da chave.



Leia também: Com receita recorde, Palmeiras gastou quase R$ 200 milhões a mais em 2018

Leia também: Felipe Pires sonha com Libertadores e revela o que falta para se firmar



1683 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias