18/3/2019 10:20

Falta de experiência levou Antônio Carlos a assumir Palmeiras em 2010

Antônio Carlos teve uma curta passagem pelo Palmeiras em 2010. Após iniciar sua carreira de técnico no São Caetano, o ex-zagueiro assumiu o time alviverde durante o Campeonato Paulista daquela temporada. Em três meses de trabalho, foram 19 partidas, com nove vitórias, cinco empates e cinco derrotas.



Nove anos depois, ele garante que, se soubesse a real situação do Verdão na época, não teria aceitado o convite do clube. “Nós jogamos contra o Palmeiras numa quarta-feira, ganhamos de 4 a 1 no Parque Antarctica e mandaram o Muricy [Ramalho] embora. Na manhã seguinte ligaram para mim e me convidaram”, contou o ex-jogador, em participação no programa Mesa Redonda, da TV Gazeta.



Em 2010, o Palmeiras passava por dificuldades financeiras e seu elenco já não era farto como nos dois anos anteriores. Com Antônio Carlos no comando, a equipe terminou o Campeonato Paulista em 11º lugar e foi eliminada pelo Atlético-GO nas quartas de final da Copa do Brasil.

“Eu tenho descendência italiana, minha família é palmeirense e muito do que saía na imprensa acabou me influenciando. Se eu tivesse analisado o ambiente do Palmeiras naquela época, eu não teria ido. Há três anos o Palmeiras se reestruturou e voltou a ser o grande clube que sempre foi, mas que não era naquele momento”, explicou.

Ainda sobre o Palmeiras, o técnico do Red Bull Brasil recordou os desentendimentos que teve com Edmundo nos anos 1990 e disse como virou amigo do ex-desafeto.

“Nós brigamos depois de um jogo no Morumbi, mas não teve quem bateu e quem apanhou. Briga de vestiário é um empurrão, um tapa e aí o pessoal separa. A gente não se batia no Palmeiras. Mas dentro de campo a gente se doía um pelo outro. Sempre fui de defender meus companheiros”, afirmou.

“A gente voltou o relacionamento na Itália, porque meu pai era fã do Edmundo. Ele jogava na Fiorentina, e eu na Roma. Depois do primeiro tempo de um jogo lá, a gente se abraçou e dali para frente voltamos a ter um relacionamento. Até hoje converso com ele por telefone”, concluiu.

O Red Bull de Antônio Carlos detém a melhor campanha do Campeonato Paulista. A uma rodada do fim da primeira fase, o time de Campinas lidera o Grupo A, com 24 pontos, um a mais que o Santos, seu adversário nas quartas de final.



Palmeiras, verdão, Antonio Carlos



Leia também: [ENQUETE] O Palmeiras faz certo em poupar Ricardo Goulart contra o Melgar?

Leia também: Já é top 50 em jogos e top 40 em gols: veja onde Dudu pode chegar em 2019



2055 visitas - Fonte: Gazeta Esportiva

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Não merecia ter saído, o Palmeiras foi desonesto com ele à época, estava montando um time sem dinheiro, com Ivo, Robert, Vitor, ele mesmo negociou a vinda do Marcos Assunção, Lincoln.. aí só foi ele sair, chegou o Felipão e vieram as contratações de Valdívia, Kleber, Henrique, Wesley, Maikon Leite, etc... e no final das contas... o time foi mal do mesmo jeito.

Cleilton Queiroz     

Foi um bom zagueiro.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias