18/3/2019 13:47

Aidar diz que não viu provocação de Nobre e nega que Palmeiras fosse alvo de bananas

Ausente da mídia desde que deixou a presidência do São Paulo em 2015, Carlos Miguel Aidar afirmou nesta segunda-feira que não viu a provocação feita por Paulo Nobre, ex-mandatário do Palmeiras, no último domingo, e que as bananas que utilizou em entrevista coletiva em 2014 não eram para provocar os palmeirenses.



A declaração foi dada por Aidar por telefone para a ESPN. No entanto, o cartola disse que não daria entrevista.




"Não vi o que o Paulo Nobre fez. Não vou comentar. Até porque não estou dando entrevistas. Estou fora do ar. Desde quando saí do São Paulo, me determinei a não falar. Tenho me dedicado somente ao escritório de advocacia. Nunca mais fui ao São Paulo. O último jogo que vi no estádio foi a despedida do Rogério Ceni [em 2015]", disse Aidar.

No último domingo, Nobre publicou um vídeo na redes sociais comemorando o triunfo do Palmeiras sobre o São Paulo por 1 a 0, no sábado, no Pacaembu, e também provocou Aidar relembrando o episódio das bananas.

“Esse domingo não poderia ser mais maravilhoso depois do jogo de ontem. Quando o Carlos Eduardo fez aquele golaço, me fez lembrar daquele infeliz dando uma entrevista em 2014 falando do tamanho do Palmeira e comendo banana. Pois é... o mundo é redondo! Acho que você sabe o que fazer com aquela banana”, disse Nobre.




Para quem não se recorda, em 29 de abril de 2014, Aidar convocou uma entrevista coletiva no Morumbi para rebater as acusações feitas à época por Nobre. O mandatário palmeirense acusava o São Paulo de ter aliciado Alan Kardec, então camisa 14 palmeirense, para contratá-lo. Nobre foi além e decretou o fim das relações institucionais com o rival.

Atacado, Aidar decidiu rebater as declarações. Já começou causando surpresa ao chegar ao encontro com os jornalistas com uma sacola de compras e retirar dela quatro cachos de banana.

"[A entrevista do Paulo Nobre] Demonstra o atual tamanho da Sociedade Esportiva Palmeiras, que ano a ano se apequena com demonstrações dessa natureza", bradou Aidar.

"As declarações dele não me ofendem. O choro é livre. Todo mundo tem direito. E é um choro que tenta explicar perante sua torcida aquilo que fez o atleta [Alan Kardec] deixar o Palmeiras", acrescentou.

Aidar sustenta a versão já utilizada em 2014 de que as bananas naquela coletiva não eram para provocar Nobre ou o Palmeiras.

"Só para esclarecer: a banana foi uma mensagem de apoio aos atletas de raça negra. Dois dias antes, aconteceu aquele episódio com o Daniel Alves", disse Aidar. "Decidi levar a banana por isso".

O episódio que ele o ex-presidente faz referência foi em 27 de abril daquele ano. Torcedores do Villareal imitaram macacos e jogaram bananas no gramado quando Daniel Alves se aproximou para cobrar um escanteio. O lateral brasileiro não reagiu com irritação. Abaixo, pegou a banana, a descascou e comeu.

Em 2014, na mesma coletiva em que levou as bananas, Aidar já dizia que não era uma provocação ao Palmeiras.

O fato curioso daquele dia é que Aidar até tentou comer uma banana, mas não conseguiu. Ela chegou a cair da boca dele e ele reclamou: "Ainda está verde", disse, arrancando risos de Ataíde Gil Guerreiro, então vice de futebol do São Paulo.



Palmeiras, verdão, Paulo Nobre, Aidar



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Palmeiras da temporada

LEIA TAMBÉM: Dudu iguala Edmundo após Choque-Rei e busca marca de Ademir da Guia

VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você

2715 visitas - Fonte: ESPN

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Fabio Campos     

Fura fronha , come banana agora , queima rosca.

Oswaldo Silva     

E o Kardec acabou para o futebol qdo foi pra lá kkkkk

esse arrombado deve ter enfiado o cacho de banana inteiro no próprio toba. É um tremendo de um filha da p.... tá colhendo o que ele mesmo plantou.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias