12/6/2019 13:07

[ESPECIAL] A ressurreição alviverde, Palmeiras campeão do Paulistão de 1993

O Palmeiras se consagrou campeão paulista em cima do maior rival e quebrou o jejum de quase 17 anos sem títulos

Por: Gabriela Santos



Impossível falar de títulos do Palmeiras e não citar o dia 12 de junho de 1993, ano em que o verdão conquistou o campeonato paulista em cima do seu maior rival Corinthians e encerrou o jejum de 16 anos sem títulos, a conquista virou até filme. Com muita provocação, gols e futebol bonito relembre os memoráveis momentos de 93 e o início da era Parmalat.





Dessa vez era o Palmeiras que estava em jejum, o último título foi em 1976 quando o verdão conquistou o campeonato Paulista. A vitória sobre o rival não apenas reascendeu o Palmeiras, mas também reafirmou a sua identidade, o verde voltou a ser cor. Com duas partidas polêmicas, o Palestra precisou passar por alguns obstáculos, como a provocação do Viola, para seguir firme na competição.





O Palmeiras daquele ano tinha em seu elenco os ídolos Edmundo, Evair, Zinho, Sérgio e César Sampaio. Conquistar aquele título não seria tarefa fácil, afinal o rival vinha embalado.



Dia 06/ de junho de 1993, Estádio Cícero Pompeu de Toledo - Morumbi, a casa do São Paulo, foi o palco do primeiro jogo da final, o Palmeiras que tinha um grande adversário pela frente não poderia bobear em nenhum momento. Mesmo sendo a equipe que tinha feito uma excelente campanha classificatória e tendo mais destaque durante o jogo, o Palmeiras cometeu um deslize e não conseguiu parar o provocador atacante Viola que abriu o placar. O Palestra até que tentou reverter o placar, mas não conseguiu, e agora seria necessário um milagre para ser campeão.



De volta ao Morumbi, e com 104 mil torcedores no dia 12 de junho de 93, o Palmeiras que estava pressionado pela torcida, viu o jogo ficar ainda mais tenso quando Viola novamente abriu o placar, no entanto, foi nesse momento que tudo mudou, a comemoração nada agradável do atacante imitando um porco, foi a gota d'água e o Corinthians teve que lidar com outro Palmeiras.



- Todo mundo ficou irritado ao ver o Viola comemorando daquele jeito. A gente sabia que ele era irreverente, mas com nós, sempre incomoda mais, né? Usamos aquilo como motivação. O Vanderlei (Luxemburgo) foi muito feliz na preleção ao lembrar disso", disse o ex-camisa 7 e ídolo Edmundo.



Agora o Palmeiras teria que vencer no tempo normal e na prorrogação para ser campeão, pois bem, foi disso que o Palmeiras correu atrás, aos 36 minutos do primeiro tempo, o saudoso Zinho, fez o primeiro gol do Palmeiras e viu minutos depois o zagueiro adversário Henrique ser expulso, com um a menos essa era a chance de ampliar o placar.



Após o intervalo o jogo que já estava pegado ficou ainda mais, e foi cartão vermelho para todos os lados, após um lance em que Edmundo e o goleiro Ronaldo ficaram frente a frente, o goleiro foi expulso, o zagueiro Tonhão também teve a mesma advertência, porque após o choque do goleiro com o atacante, o zagueiro que estava com os ânimos a flor da pele foi conversar com o jogador do adversário que supostamente simulou uma cabeçada. Tonhão afirma até hoje que sua expulsão foi injusta.



- A minha expulsão foi por ansiedade, vontade de ganhar. Eu saí da defesa, passei pelo Leandro e enfiei a bola para o Edmundo. Ele driblou o Ronaldo, que fez a falta e foi expulso. Fui com vontade de falar, não para agredi-lo. O Ronaldo foi inteligente, fingiu a cabeçada e, como o Aparecido estava no tumulto, não viu a jogada e me expulsou. Foi injusto. A única expulsão injusta do jogo. O Henrique já tinha amarelo, o Marcelo também estava advertido e abusou da reclamação, o Ronaldo merecia o vermelho. Falam do Edmundo, mas aquela entrada não acertou, o amarelo foi bem dado.



Com mais calma a partida voltou ao 'normal', o Palmeiras que agora estava ainda mais embalado ampliou o placar com o Evair aos 28 e com Edílson. Tinha chego o momento de vencer ou vencer, levando o jogo para a prorrogação era necessário apenas mais um gol, mas antes teve outro cartão vermelho, o volante Ezequiel da equipe adversária foi expulso e agora o Corinthians tinha apenas 8 jogadores em campo.



Antes da cobrança do pênalti, Evair jogador lembrou de um momento muito específico antes da cobrança, é fato que os jogadores do Palmeiras naquela época eram muito briguento entre eles, mas a relação entre Evair e Sampaio era diferente.



- “Sempre o Sampaio vinha e falava uma frase no meu ouvido. Neste, ele demorou para vir. Eu pegava distância, o procurava e não encontrava, mas como sempre ele veio e disse: ‘vai em nome de Jesus’", conta Evair



A ansiedade tomou conta do Morumbi, não dava para acreditar que aquilo estava acontecendo, um clube que veio perdendo por 1 a 0, sofreu um gol no começo do jogo, conseguiu marcar três na sequência e agora precisava apenas de mais um para sagrar-se campeão. A torcida palmeirense estava com Evair.



A narração de Luciano do Valle deu ainda mais alegria, Evair balançou as redes e Palmeiras era o campeão Paulista de 93. Em um documentário chamado " Os heróis de 1993", os craques relembraram com emoção o título. Intitulado como “12 de junho de 93, o dia da paixão palmeirense", em 2012 o Palmeiras oficializou que teríamos o filme de uma das maiores conquistas do verdão.



Dia 12 de junho nunca mais será o dia dos namorados para os palmeirense, mas sim o dia que o verde voltou a colorir a cidade de São Paulo. Torcedores relembraram esse jogo nas redes sociais. Veja abaixo:





























Inclusive o craque Zinho:















Palmeiras, Paulistão, 1993, relembrar



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Palmeiras da temporada

LEIA TAMBÉM:Agente de Gustavo Gómez confirma que Palmeiras adquiriu passe do zagueiro em definitivo (6)

LEIA TAMBÉM:[COMENTE] Demora e instabilidade nas decisões... Para você o VAR deveria ser mantido para a próxima temporada? (

2151 visitas - Fonte: Gabriela Santos

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias