14/6/2019 19:43

Japão é a primeira seleção da Ásia a treinar na Academia de Futebol

De olho na disputa da Copa América, realizada no Brasil, o Japão treinou nesta sexta-feira (14), na Academia de Futebol, e se tornou a primeira seleção da Ásia a realizar atividades no centro de treinamento palestrino em toda a história. A delegação japonesa foi presenteada com livros sobre a história do clube e camisas oficiais do Alviverde, entregues pelo técnico Luiz Felipe Scolari ao treinador do Japão, Hajime Moriyasu.



Exatos vinte anos depois da sua primeira e única participação no torneio, que ocorreu em 1999, a equipe nipônica retorna à competição novamente como convidada da Conmebol. Os asiáticos estão no Grupo C da Copa América junto com Chile, Equador e Uruguai. A estreia japonesa será na segunda-feira (17), às 20h, contra o Chile, em São Paulo-SP. Em seguida, o Japão enfrenta o Uruguai na quinta (20), em Porto Alegre-RS, e o Equador na segunda (24), em Belo Horizonte-MG – os dois duelos também acontecerão às 20h.

Além do Japão, Brasil e Colômbia também treinarão nos próximos dias na Academia de Futebol. Inclusive, esta não é a primeira vez que o clube recebe importantes seleções em seu centro de treinamento. O Verdão já contou com as visitas da África do Sul (2010 e 2012), da Angola (2011), da Romênia (2011), da Itália (equipe feminina, em 2011), do Brasil (equipe feminina, em 2011 e 2012, e masculina, em 2017) e do Chile (2014).

Relação entre Palmeiras e Japão

>Jogadores japoneses no Palmeiras: oito jogadores nascidos no Japão já passaram pelo Verdão, sendo que um deles integra as categorias de base do Alviverde atualmente: o meia Daiju Sasaki. O único a atuar pela equipe profissional foi o atacante Kazu, em 1986 – o atleta japonês, inclusive, é o jogador mais velho em atividade no futebol mundial (52 anos). Sueki e Futoshi Kobayashi, somente na base, e Kawamoto, Kiguchi, Toshio e Kazuaki, apenas em treinos, também tiveram passagens pelo Maior Campeão do Brasil.

>Histórico contra equipes japonesas: Ao longo de sua história, o Palmeiras enfrentou cinco times japoneses: Yanmar, Jubilo Iwata, Kashima Antlers, Yokohama Fluges e Nagoya Grampus Eight. Além dos clubes, o Verdão também mediu forças com a Seleção Japonesa em três categorias: Principal, B e Pré-olímpica. Contra adversários japoneses, no total, foram 12 jogos, com nove vitórias, dois empates e uma derrota.

>Copa Brasil-Japão (1967): O Palmeiras carrega a fama histórica de ter sido o primeiro time brasileiro a excursionar para a terra do sol nascente: o fato ocorreu em junho de 1967, durante pausa no calendário do futebol nacional para a realização de amistosos da Seleção Brasileira. O Verdão fez três jogos contra a Seleção Japonesa válidos pela Copa Brasil-Japão: venceu o primeiro por 2 a 0, perdeu o segundo por 2 a 1 e, no derradeiro, saiu vitorioso novamente por 2 a 0. Esta última partida da excursão, que garantiu a taça ao clube alviverde, aliás, ficou marcada por ter sido presenciada pelo então Imperador do Japão: Hirohito, um dos homens mais poderosos do mundo à época.

>Copa Kirin (1978/86): Foi no Japão que, em 1978, o Palmeiras conquistou a Copa Kirin. Além do clube paulista, participaram do torneio o Borussia Monchegladbach-ALE, a Seleção da Coréia do Sul, a Seleção da Liga Japonesa e o Coventry City-ING. O título foi obtido de forma invicta, em emocionante disputa diante do Burussia Monchegladbach, após empate por 1 a 1 (gol de Escurinho). Na oportunidade, o Palmeiras foi a campo com: Benítez; Rosemiro, Beto Fuscão, Marinho Peres e Pedrinho; Pires, Toninho Vanusa e Sílvio; Escurinho (autor do tento alviverde), Toninho Catarina e Nei. Técnico: Jorge Vieira.

O Verdão voltou a disputar a Copa Kirin em 1986, já com a presença do atacante Kazu no elenco, e acabou ficando com o vice-campeonato ao ser superado pelo Werder Bremen-ALE.

>Taça Nagoya (1994): Em 1994, o Palmeiras vinha de um bicampeonato paulista e ainda se sagraria bicampeão brasileiro após a Copa do Mundo. No entanto, no momento em que o Mundial acontecia, dentre outros países pelo qual passou em excursão, o Alviverde esteve no Japão, onde disputou quatro amistosos pela Taça Nagoya e saiu invicto: venceu o Jubilo Iwata (5 a 0), empatou com o Kashima Antlers (1 a 1), superou o Yokohama Fluges (4 a 0) e também o Nagoya Grampus Eight (4 a 0).

>Copa Intercontinental (1999): Depois de conquistar o título da Copa Libertadores de 1999, o Alviverde embarcou até o Japão no fim do mesmo ano para a disputa da final da Copa Intercontinental contra o Manchester United-ING, campeão europeu na oportunidade. O Palmeiras ficou com o vice-campeonato do torneio após ser derrotado por 1 a 0.



>Homenagem ao centenário da imigração japonesa: Em 2008, antes do empate por 2 a 2 com o Mirassol, na Arena Barueri, pelo Campeonato Paulista (edição que culminou com o Palmeiras campeão), o time palestrino fez uma homenagem ao centenário da imigração japonesa, celebrada naquela temporada, ao entrar em campo com uma faixa dedicada aos japoneses.



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Network BG preparou para você acompanhar todos os jogos do Palmeiras da temporada

LEIA TAMBÉM:Felipão tem 4ª eliminação em mata-matas e eleva pressão por Libertadores

LEIA TAMBÉM: Dudu volta a não bater pênalti em nova eliminação do Palmeiras

LEIA TAMBÉM: Felipão isenta arbitragem e defende Deyverson após queda do Palmeiras

VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você


4155 visitas - Fonte: Site oficial

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias