22/7/2019 08:40

Palmeiras sofre com desgaste de viagem, mas "sorte" afasta mais problemas

O técnico Luiz Felipe Scolari foi questionado no último sábado por ter mudado de planejamento e escalado o time titular do Palmeiras contra o Ceará. A equipe havia enfrentado o Internacional pela Copa do Brasil e teria pouco tempo para se recuperar para o jogo de amanhã, às 21h30, contra o Godoy Cruz, na abertura das oitavas de final da Copa Libertadores da América. E o que já parecia uma viagem cansativa de Fortaleza para Mendoza, na Argentina, ficou ainda pior com os problemas no voo da delegação. Agora, a condição física dos titulares gera ainda mais apreensão antes de uma partida tão importante.


A própria comissão técnica sinalizava que usaria reservas na 11ª rodada do Campeonato Brasileiro e até o Ceará se mostrou surpreso quando se deparou com a força máxima do Verdão. Ao fim da partida, Felipão reconheceu ter mudado de ideia por causa da eliminação para o Inter na Copa do Brasil, mas se mostrou tranquilo quanto à recuperação física dos titulares para enfrentar o Godoy Cruz. Ele só não contava que mais problemas fossem aparecer.

Foram mais de 10 horas dentro do avião, que saiu de Fortaleza por volta da meia-noite de domingo, arremeteu duas vezes ao tentar pousar em Mendoza, desviou a rota para Rosário e, enfim, parou em Buenos Aires. Na capital argentina, após reabastecimento e espera para melhora das condições climáticas, o Palmeiras foi informado de que não havia perspectiva de fim dos ventos fortes na rota da viagem e decidiu desembarcar.

Os jogadores tinham dormido pouco, já estavam com fome e precisavam descansar. Por ser uma chegada inesperada a Buenos Aires, os problemas poderiam aumentar com uma busca repentina por um hotel de qualidade e que conseguisse receber toda a delegação de uma vez. A sorte é que o Verdão contou com o suporte de uma empresa brasileira que trabalha na logística da Libertadores e estava com operadores na cidade para recepcionar o Cruzeiro, que também joga amanhã, mas contra o River Plate, às 19h15.

Ainda durante o voo, a diretoria palmeirense entrou em contato com a Offside e solicitou ajuda para encontrar um hotel adequado. Foi assim que a delegação pôde rapidamente se instalar para almoçar e dormir. Para evitar que o desgaste da viagem afetasse ainda mais os jogadores, a comissão técnica decidiu cancelar o treino do dia. A expectativa é que a única atividade antes de enfrentar o Godoy Cruz seja realizada hoje, já em Mendoza, se o voo fretado da GOL conseguir partir de Buenos Aires durante o dia.

A viagem pode demorar até 1h55, além de todo o procedimento de embarque. O atenuante é que o jogo começará no fim da noite amanhã e é normal que a Conmebol libere os estádios para reconhecimento do gramado justamente em horários próximos aos das partidas.



VEJA: Clique aqui e veja as promoções que a Farelos Jurídicos preparou para você

LEIA TAMBÉM: Ganchos e Libertadores podem fazer Palmeiras voltar a dividir times

LEIA TAMBÉM: Convocado por Tite, Weverton briga para ser dono de recorde no Palmeiras

LEIA TAMBÉM: Torcedores do Bahia se unem e vão à Justiça contra Palmeiras e Allianz Parque por tela no setor visitante



4380 visitas - Fonte: UOL Esportes

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Sergio Oliveira     

Primeiramente vamos agradecer a Deus por nao ter acontecido uma catástrofe com os jogadores e demais pessoas,quanto ao jogo acho que si perder o que pode ser provável,sera consequências do senhor Felipão ser teimoso em insistir com peças que não rendem o esperado,por tanto vamos ja si preparar pelas decepções que ja comecaram contra o inter,para completar ja temos comphania no brasileiro na primeira colocação no caso o Santos.

Vsmos perder para o Godoy Cruz. Do jeito que o time esta jofando, ja ficou muito previsível.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias