18/10/2019 08:57

Roger Machado pede e Bahia vai oferecer R$4 milhões a jogador do Palmeiras

Nem mesmo a suposta insatisfação de Leila Pereira, dona da Crefisa, com Alexandre Mattos é suficiente para o presidente do ?Palmeiras, Maurício Galiotte, mudar a hierarquia no departamento de futebol. O dirigente-executivo seguirá normalmente, mantido pelo mandatário até o fim de 2021, e já iniciou o planejamento para a próxima temporada em parceria com o gerente Cícero Souza e o técnico Mano Menezes.


O objetivo de Mattos é limpar sua imagem após um 2019 decepcionante, com contratações que não vingaram no clube. Casos de Ricardo Goulart, Ramires, Felipe Pires, Carlos Eduardo, Zé Rafael, Matheus Fernandes e Arthur Cabral. Do grupo de reforços, somente o zagueiro Vitor Hugo e o atacante Luiz Adriano se tornaram titulares absolutos do time - Henrique Dourado vem sendo testado, mas como retorna à China em dezembro - está emprestado até o fim do Campeonato Brasileiro -, nem entra na conta.

Por isso, que os rivais tenham medo, porque Mattos deve voltar com força ao mercado, lembrando o dirigente que chegou em 2015 e não parava de contratar. Entretanto a meta é contratar pouco em 2020, mas com qualidade, a exemplo do que o Flamengo fez neste ano, com Gabigol, Bruno Henrique, Arrascaeta, Gerson, Filipe Luis e Rafinha, entre outros, chegando com fama de titular.

Além de agitar o mercado atrás de reforços, Mattos também irá aproveitar as indicações de Mano quanto a jogadores cedidos por empréstimos e que podem ser úteis ao elenco. São os casos de Artur e Juninho, que estão muito bem no Bahia. O meia-atacante de 21 anos é um dos líderes em assistências do Brasileiro pelo Tricolor Baiano e já foi pedido pelo técnico palmeirense, embora seu estafe aguarde por propostas da Europa em dezembro. O Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, recentemente procurou informações do atleta revelado na Academia de Futebol.

Já Juninho interessa a Mano por ser um zagueiro canhoto de origem, assim como Vitor Hugo. Desde que desembarcou em Salvador, tornou-se titular de Roger Machado, que já conhecia o atleta dos tempos de Verdão. Mas mesmo que deseje o beque de volta a São Paulo em janeiro, o treinador alviverde pode ter seus planos frustrados. Setorista do Bahia, ?Rafael Seixas informou que o presidente Guilherme Bellintani já está se mobilizando para comprar o defensor de 24 anos em definitivo.

O Palmeiras emprestou Juninho ao Bahia até dezembro e estipulou um preço de R$ 4 milhões, quantia que o Esquadrão de Aço está disposta a investir em um jogador promissor. A diretoria baiana é elogiada há bastante tempo pelo trabalho financeiro nos últimos anos e sua boa relação com o Verdão - vendeu Zé Rafael, enquanto recebeu Artur, o próprio Juninho e o meia Guerra por empréstimo - pode ajudar numa eventual negociação. O zagueiro tem vínculo na Academia de Futebol até abril de 2022.




PALMEIRAS CAMPEÃO MUNDIAL? SÃO PAULO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL? PALPITES PARA O ANO DE 2020

LEIA TAMBÉM: Em semana que define lista, Verdão ainda quer novo lateral para Liberta

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Com a chegada de Rony, como você formaria o seu ataque ideal do Palmeiras em 2020?

LEIA TAMBÉM: Com Rony e valorização de Veron, Palmeiras reassume o posto de segundo elenco mais valioso do Brasil


388656 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

O lrimeiro que deveria ir embora é este bandido doMatos,ele vai pagar a diferença,comprou por 10 e vai vender por 4.Apesar que ja estamos com o prejuizo,manda logo embora,ruim demais este Juninho

elvis fernandes     

Gente vcs fala muita asneira acha que os dirigentes do palmeiras é tão burros assim pra comprar 10 e vender por 4 meu Deus q ingenuidade

Ivo Soares     

Tem torcedores que só falam Besteira, quem aqui no Brasil não quer uma D.Leila Pereira como Patrocinadora! Prestem à Atenção antes de falarem Besteiras, erraram nas contratações agora é só Acertarem.

Roberto Tolin     

Vende logo e manda de brinde o Zé Rafael.

Muito bem, alem do carrlos eduardo 26 milhoes mais salarios, ninguem quer nem de graca poe mais 6 de prejuizo do juninho, mas vende pra ficar livre de salario desse pereba, so nessa foi 40 milhoes no ralo.

Vende essa merda logo e Negocia o Guerra Tbm se livra desses 2 logo

Wagner Carvalho     

Pagou 10 por que quis agora vender por 4 milhoes ainda eu não pago 300 mil numa porcaria dessa

Dona Leila insatisfeita? O que ela tem a ver com a administração?eu sei que ela é patrocinadora, não tem que opinar em nada que esteja fora do contrato de patrocínio.

Podem vender e de de presente o Deiverson. Presente de Natal

Roberto Tolin     

Pelo amor de Deus! Vai voltar as mesmas merdas que saíram? Se foram emprestados é porque não prestam, porquê vai trazer de volta? Aliás, tem que devolver muita porcaria que está lá. Zé Rafael é um deles. Não aguento nem ouvir o nome desse jogadorzinho de merda. Fora um monte de outros. Precisamos de jogadores consagrados que venham pra ser titular e resolvam, e que não estejam lesionados porque o hospital de referência Palmeiras não tem mais quartos disponíveis.

julio cesar     

Jampierre seu burro, a torcida não quer ver o Juninho pintado de ouro.. Quer mandá-lo embora de graça e vc reclama de 4 milhões.. Seu BURRO

janpierre gomes     

Eu disse que vai pagar mas 6 milhões a Leila porque foi ela quem emprestou o dinheiro pra comprar Juninho não que Juninho vala mas que 4 milhões acho que não vale mas tô reclamando pelo mau investimento nele

janpierre gomes     

4 milhões? Comprou por 10 milhões aí vai pagar mas 6 milhões a Leila belo trabalho Matos você está de parabéns

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Sáb - 16:00 - Pacaembu - Premiere
Santos
Palmeiras

Último jogo - Paulista

Qui - 21:30 - Allianz Parque
Palmeiras
1 0
Guarani
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota