19/11/2019 08:15

Palmeiras planeja utilizar mais atletas da base em 2020; confira os nomes

Meia-atacante ganhou destaque após ser eleito o melhor jogador da Copa do Mundo sub-17, mas outros jogadores estão sendo olhados atentamente pelo time profissional

(Foto: Ag. Palmeiras)



O Palmeiras tem uma diretriz definida para 2020: o elenco de Mano Menezes contará com mais jogadores das categorias de base. Gabriel Veron, eleito o craque da Copa do Mundo sub-17, ganhou holofotes, mas o clube conta também com outros garotos bem avaliados para a temporada que vem.



No sub-20, a dupla de volantes Patrick de Paula (20 anos) e Gabriel Menino (19) chama a atenção. Versáteis, eles se destacaram com gols na reta final tanto do Brasileiro quanto do Paulista da categoria. Patrick chegou ao clube como meia e tem atuado como primeiro meio-campista, com Menino mais adiantado. Ambos possuem, portanto, boa capacidade técnica.

Angulo, que convive com grande expectativa da torcida, voltou aos juniores e faz bons jogos, ainda que seu melhor momento tenha sido no primeiro semestre, na conquista da Copa do Brasil sub-20. Aos 20 anos de idade, o atacante colombiano é mais um dos que estão na linha de frente por uma oportunidade no time de cima.

Alan Guimarães, uma das promessas mais famosas do clube, ainda pode disputar no ano que vem a última temporada pelo sub-20, diferentemente de Patrick de Paula e Angulo, que farão 21 anos em 2020. O meia é um jogador que teve uma maturação física mais lenta, portanto pode se aproveitar de mais um ano de preparação na base.

Já Veron, aos 17 anos, tem sido cada vez mais falado por conta do desempenho no juvenil. Ele ganhou destaque no Brasil todo ao conquistar a Copa do Mundo sub-17 com a Seleção e ser eleito o melhor do torneio, com três gols marcados. Ele também foi considerado o craque do Mundial sub-17 de clubes, vencido pelo Palmeiras em 2018.



Considerado um atacante de força e também de velocidade, Veron disputou a Copinha de 2019 com o sub-20, mesmo com 16 anos de idade. No segundo semestre, até pensando na Copa do Mundo, o garoto voltou ao time sub-17 e conta com grande expectativa da torcida para ser usado logo.





Com desempenho tão destacado, Veron é um jogador que tem sido pauta nas discussões sobre o planejamento de 2020. O clube, porém, ainda estuda se o atacante subirá direto. No momento, a tendência é de que ele dispute a próxima Copa São Paulo, mas o martelo ainda não foi batido. Gabriel Jesus, por exemplo, só jogou a Copinha pelo sub-20 e logo se juntou ao profissional.

Dos garotos citados, todos têm contratos longos com o Verdão: Patrick de Paula até o fim de 2022, Gabriel Menino e Alan, até 2023, e Angulo, até 2024. O vínculo de Veron vence em outubro de 2021, mas pelo seguinte motivo: o primeiro contrato profissional de um jogador pode ser assinado aos 16 anos e tem duração máxima de três temporadas.

Em 2018, ao atingir a idade mínima, Veron renovou com o Palmeiras. Ele só pode discutir outra extensão ao completar 18 anos de idade, no fim de 2020.

Emprestados são também acompanhados



No fim do ano, uma leva de jogadores formados na base alviverde volta de empréstimo. São eles: o goleiro Vinícius Silvestre, o zagueiro Pedrão, o lateral-direito Matheus Rocha, os volantes Gabriel Furtado, Matheus Neris, e os atacantes, Airton, Léo Passos, Gabriel Leite, Wesley, Yan e Artur - este último com retorno praticamente garantido para 2020. Do grupo, só uma pequena parcela deve ser mantida para a próxima pré-temporada.




Palmeiras, Verón, Verdão, 2020



LEIA TAMBÉM: Autuori pode substituir Mattos no Palmeiras e levar Sampaoli ao Verdão

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Como você avalia as demissões de Alexandre Mattos e Mano Menezes do comando alviverde?

LEIA TAMBÉM: Palmeiras se assusta com primeira pedida de Sampaoli





17610 visitas - Fonte: Lancenet

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Já vi que 2020 será chacota DENOVO!!!! CONTRATA quem resolve , pra de jogador meia boca

Tem de subir todos e economizar na compra de medalhões.

Drausio Filho     

De imediato pode subir da base uns 4 e efetivar mais uns 3 que estão emprestados, e mandar, negociar ou trocar uns 15 do time atual, depois contratar uns pontuais, acho que começaremos a fazer um time com mais raça, competitivo e muito mais econômico, chega de enriquecer tantos pernas de pau. 2019 tanto dinheiro jogado fora cim diretoria, Mattos e muitos MERCENÁRIOS, chega de nos roubarem sem fazer nada. 2019 pra esquecer, vergonhoso.

Parece que o mundo viu que o Palmeiras vtem uma base excelente, só não tinham visto os dirigentes. Estranho né? Mas agora serão "obrigados" a dazer slgo quanto a isso, se não vai ficar muito na cara que preferem fazer negócios "vantajosos" não para o Palmeiras.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Dom - 16:00 - Mineirão - BH - Premiere
Cruzeiro
Palmeiras

Último jogo - Brasileiro

Qui - 19:15 - Brinco de Ouro
Palmeiras
5 1
Goiás
Untitled Document
Classificação
1 Flamengo
2 Santos
3 Palmeiras
4 Grêmio
5 Atletico Paranaense
6 São Paulo
7 Internacional
8 Corinthians
9 Fortaleza EC
10 Goiás
11 Bahia
12 Vasco DA Gama
13 Atletico-MG
14 Fluminense
15 Botafogo
16 Ceará
17 Cruzeiro
18 CSA
19 Chapecoense-sc
20 Avai
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
90 38 28 6 4 86 37 49 VVVVD
74 38 22 8 8 60 33 27 VDVDV
74 38 21 11 6 61 32 29 DDDVV
65 38 19 8 11 64 39 25 VDVVD
64 38 18 10 10 51 32 19 VVEVE
63 38 17 12 9 39 30 9 EVDVV
57 38 16 9 13 44 39 5 EDVDV
56 38 14 14 10 42 34 8 DVDVD
53 38 15 8 15 50 49 1 EVVEV
52 38 15 7 16 46 64 -18 VVDDV
49 38 12 13 13 44 43 1 DEVED
49 38 12 13 13 39 45 -6 EDVEE
48 38 13 9 16 45 49 -4 DEVVD
46 38 12 10 16 38 46 -8 VVEEV
43 38 13 4 21 31 45 -14 VVDDE
39 38 10 9 19 36 41 -5 EDEDE
36 38 7 15 16 27 46 -19 DDDDD
32 38 8 8 22 24 58 -34 DVDDD
32 38 7 11 20 31 52 -21 VDDVE
20 38 3 11 24 18 62 -44 DDEDE
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota