12/12/2019 19:50

Conheça a carreira e a trajetória de Anderson Barros, novo diretor-executivo do Palmeiras

O Palmeiras anunciou na tarde desta quarta-feira (11) a contratação do diretor de futebol Anderson Barros, ex-Botafogo. Após se desligar do cargo de gerente de futebol na noite de terça-feira, ele assinou acordo por duas temporadas e vai atuar como substituto de Alexandre Mattos.



LEIA TAMBÉM: Palmeiras rescinde com atacante que estava emprestado

Sua primeira missão será dar prosseguimento a negociações de saídas de jogadores que não terão mais espaço no Palestra Itália. As operações servirão para diminuição do déficit e viabilizar investimentos no mercado da bola.

Carreira

O nome de Barros para o cargo de diretor executivo do Palmeiras pegou boa parte da torcida de surpresa. Quarta opção na fila, atrás de Thiago Scuro (do Red Bull), Rodrigo Caetano (Internacional), e Diego Cerri (Bahia), ele tem 25 anos no mercado e seis conquistas estaduais como seus principais feitos: 2004 pelo Flamengo, 2006 e 2008 pelo Figueirense, 2010 e 2018 pelo Botafogo e 2016 pelo Vitória.

Ele também trabalhou em campanhas que não deram certo, como rebaixamentos do Figueirense e do Vitória e lutas para não cair com Botafogo e até pelo Flamengo, em 2004, quando o time escapou da queda por quatro pontos.

Apesar das poucas conquistas em relação ao seu tempo de atuação, o que chamou a atenção do Palmeiras a sua boa referência entre clubes e nomes do mercado. Ele foi indicado pelo gerente de futebol, Cícero Souza, que será seu subordinado no Alviverde, mas é seu superior na Abex (Associação Brasileira de Executivos de Futebol), onde Cícero é presidente.

Elogiado por ser uma pessoa íntegra, ele também atende ao perfil procurado pelo Palmeiras, de um dirigente bem mais discreto em relação ao seu antecessor, Alexandre Mattos, que tinha praticamente carta-branca quando comandava o departamento. Internamente, há uma impressão que o executivo é "cumpridor de regras" e não se incomodará na hora de se submeter a diretores e vices antes de tomar as decisões.

Anderson Barros não é muito conhecido fora do Rio de Janeiro, onde já trabalhou em três dos quatro grandes clubes da cidade. Iniciou no Flamengo, mas foi no Botafogo onde se consolidou e pôde mostrar mais do seu trabalho. Em sua primeira passagem por General Severiano ficou no clube entre 2009 e 2013, quando acumulou admiradores e desafetos.

Logo em seu primeiro ano, o Botafogo lutou contra o rebaixamento. A situação parecia irreversível, mas Anderson se mexeu no mercado e trouxe Jobson. O atacante foi fundamental na reta final e marcou gols decisivos que garantiram o Alvinegro na primeira divisão.

A partir de então, o Botafogo entrou em uma era muito mais tranquila. Com contratações certeiras no mercado como Herrera e Loco Abreu, o Alvinegro voltou a ganhar título estadual e brigou na parte de cima do Campeonato Brasileiro até as rodadas finais.

Mas a relação com a torcida foi se desgastando com o passar do tempo sempre com o mesmo problema. Elenco mal montado. Ora faltava um lateral esquerdo, ora sentia falta de um meia criativo. O fato é que Anderson Barros jamais comandou um time com dinheiro no caixa. Pelo contrário. Sempre teve que se virar para conseguir empréstimos no mercado para colocar salário em dia.

Seu empenho nesse sentido é um dos motivos que o faz ser tão querido entre os atletas. Em sua segunda passagem, a partir de 2018, teve que lidar diariamente com salários atrasados. A diretoria já não tinha mais o respeito dos jogadores. Acreditavam apenas em Barros. Sua saída para o Palmeiras, inclusive, gerou revolta de muitos jogadores que conversaram muito entre si sobre quem tomaria conta dessa situação a partir de agora.

O torcedor do Botafogo, de maneira geral, não gosta do dirigente. Tanto que a pressão era para que a diretoria de transição, montada para gerir o clube até a chegada dos investidores para a transformação em clube-empresa, o demitisse. Com multa rescisória de R$ 250 mil e salário considerado baixo no mercado, Barros seria mantido mesmo a contragosto.



Mesmo com a insatisfação da torcida, Anderson Barros obteve realizações e erros dentro do seu limite. Esse contexto não pode ser esquecido. No Palmeiras, terá a oportunidade de dar um salto de qualidade por se tratar de um clube estruturado e com grana. Por outro lado, um desempenho ruim o deixaria em maus lençóis. É o momento da verdade para o dirigente.

Palmeiras, Anderson Barros, Trajetória, Carreira, Diretor, Verdão




PALMEIRAS CAMPEÃO MUNDIAL? SÃO PAULO CAMPEÃO DA COPA DO BRASIL? PALPITES PARA O ANO DE 2020

LEIA TAMBÉM: Palmeiras dá novo passo por Rony e apresenta condições para contratar atacante do Athletico

LEIA TAMBÉM: [COMENTE] Para você, vale a pena o grande investimento para contratar Rony?

LEIA TAMBÉM: WTorre estabelece cronograma de instalação da grama sintética no Allianz Parque; veja as datas



5424 visitas - Fonte: -

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Felipe     

Cara de derrotado? Q isso kkk

Genecy Ferreira     

Contrato de dois anos? Esse presidente gasta o dinheiro que não é dele ne? E esse cara não de certo ? O Curriculum fraco , o Palmeiras vai ter que pagar mais um ano de graça ! Né? Eu fico indignado com essa gestão ! Olhem a cara do cara! Uma cara de derrotado!

Felipe     

"referencias com amigos do bostafogo"....slk....botafogo tnh q agradecee pelo Monstros ter salvado vcs de novos rebaoxamentos

Felipe     

dirigir bostafogo e agora o Palmeiras é q nem treinar fut c bola de areia...o Monstros vai arrebentar confiem!

Peguei ireferencias dele co amigos que torcem ara o Botafago e dizem que ele é fraquissimo como dirigente.Alem disto indicado pela tranqueira do Cicero de Souza,nao deve ser boa coisa,nosso Presidente como sempre fazendo suas cagadas

Genecy Ferreira     

HÁ NÃO SEI NÃO!

Luiz Fabretti     

Vamos aguardar, tem tdo para dar certo é so nso contratar asilo

Felipe     

wev mrocha ggomez ghenrique jorge perez mfernandes csanchez dudu ladriano michael sampaoli

Felipe     

Anderson Monstros

Felipe     

Mosntros

Vai palmeiras

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias

Próximo Jogo - Paulista

Qua - 19:15 - Novelli Júnior - Itu - Premiere
Ituano
Palmeiras

Último jogo - Florida Cup

Sáb - 16:00 - Orlando City Stadium
New York City
1 2
Palmeiras
Untitled Document
Classificação
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota