1/9/2014 07:49

Palmeiras pode contar com a base para sair da crise

Destaques da base do clube e que já fazem parte do time principal podem ajudar o time alviverde a dar a volta por cima e se afastar de vez da crise

Com dificuldades financeiras e em crise, o Palmeiras pode olhar com mais atenção para as categorias de base, onde alguns talentos começam a se destacar. O técnico Ricardo Gareca tem um histórico de se dar bem trabalhando com jovens e um quinteto já chama a atenção do treinador.

O mais jovem e sobre quem se tem a maior expectativa é o atacante Gabriel Fernando. O garoto de apenas 17 anos é tratado no clube como uma das maiores revelações dos últimos anos e os números explicam o motivo de tanta empolgação.

Ele fez 24 gols em dez jogos no Campeonato Paulista Sub-17 e por isso é tratado com um carinho especial. Com contrato até o fim do ano que vem, ele negocia a renovação e deve ficar no clube por mais quatro anos pelo menos.

Além da habilidade para jogar, Gabriel Fernando mostra ter uma boa cabeça. "É bom saber que esperam muito de mim, mas peço calma, porque ainda sou garoto. Com garra e determinação, sei que vou chegar lá", disse o jovem atacante.

Outro garoto que parece próximo de ter mais oportunidades é o zagueiro Gabriel Dias. Ele tem 20 anos,1,83m, e foi levado ao Palmeiras pelo volante Martinez, que defendeu o clube entre 2007 e 2008. O jovem perdeu o pai assassinado em uma chacina quando tinha oito meses e foi criado pela mãe e pelo padrasto.

Com um estilo de força, ele começou como atacante. "No Bandeirante (de Birigui) eu fazia muitos gols, mas a gente vai ficando velho e vai piorando aí virei volante e lateral e agora zagueiro", brincou – seu contrato vai até o fim de 2016.

Atleta mais experiente entre os mais jovens, Érik também já começa a ganhar espaço. O atacante apareceu em 2013, quando disputou o Campeonato Paulista pelo Guarani, e despertou o interesse do Palmeiras.

Recentemente ele chamou atenção em um treino ao dar um drible por baixo das pernas do zagueiro Lúcio. O garoto de 20 anos, como tantos casos, teve dificuldades para chegar ao Palmeiras.

"Minha mãe não tinha dinheiro para eu ir fazer testes e, por isso, pensei em desistir e ir trabalhar, mas ela não deixou eu abandonar o meu sonho", conta. Com contrato só até o fim do ano, o Palmeiras já negocia para renovar seu vínculo.

No meio, Eduardo Júnior é a aposta. Na base, ele era conhecido como Juninho. O jovem de 18 anos tem contrato até agosto de 2015 e chegou do União Barbarense ainda na base.

DISPENSADO DO RIVAL

Na lateral-direita, Léo Cunha espera por uma oportunidade. O garoto de 19 anos jogou dos oito aos 11 anos no Corinthians, onde foi dispensado após quebrar o braço. Ele jogou por cinco meses no Atlético de Madrid, um time paulista criado pelo ex-presidente da Mancha Verde, Paulo Serdan, que foi quem o levou para o Palmeiras.

"Ter sido dispensado por um time grande foi muito triste e chorei bastante. Mas graças a Deus dei a volta por cima e estou jogando no meu time de coração", contou o lateral, que tem vínculo com o clube até dezembro de 2017.

É uma safra que tenta acabar com a fama de que o Palmeiras não consegue revelar grandes talentos. Com o time em baixa, pode ser uma boa solução para resolver os problemas.



Leia também: Pedidos pela torcida, veja os números de Raphael Veiga e Zé Rafael

Leia também: Após vendas, entenda o plano que tem o Palmeiras para suas promessas



12126 visitas - Fonte: Estadão

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias