Após pressão e insatisfações, Verdão usa apoio da torcida para ter paz

7/5/2014 08:30

Após pressão e insatisfações, Verdão usa apoio da torcida para ter paz

A última semana do clube foi turbulenta, desde a saída de Alan Kardec à pressão feita sobre Paulo Nobre pela saída de Gilson Kleina após a derrota para o Flamengo

Após pressão e insatisfações, Verdão usa apoio da torcida para ter paz

Elenco alviverde recebeu o apoio da torcida em São Luís (Foto: Thiago Ferri)



Os últimos dias não foram tranquilos no Palmeiras. Saída do artilheiro para o rival, pressão sobre Gilson Kleina e uma virada inacreditável no Maracanã fizeram o grupo chegar ao Maranhão sem motivos para comemoração.



Mas jogadores e comissão técnica foram abraçados pela torcida da região, e é com este incentivo, e pela busca da paz, que o Verdão entra em campo nesta quarta-feira, às 22h, para enfrentar o Sampaio Corrêa, pela Copa do Brasil. Uma vitória por 2 a 0 elimina o jogo de volta. Ganhar, e bem, é importante pelo ambiente recente que se criou.



A forma como a diretoria deixou Alan Kardec sair incomodou ao grupo, que se antes tinha fé em um título no centenário, agora é visto com desconfiança. Perder peças-chave no decorrer do ano, como Henrique, Luis Felipe, com quem o clube brigou o Justiça, ganhou, mas é mal visto pela torcida, e Kardec fez a impaciência com Kleina crescer. Conselheiros pediram sua saída, e mais uma vez, comandante e elenco precisarão dar a resposta sob pressão que eles sabem haver.



Tudo isto foi amenizado desde que a delegação chegou, na madrugada de terça. O grupo desembarcou às 3h da manhã, e saiu pela pista do aeroporto. Os palmeirenses que os aguardavam decidiram seguir até o hotel, e “invadiram” o local, fazendo uma festa com pedidos de fotos e autógrafos ao grupo.



Até membros da diretoria, como o gerente de futebol, Omar Feitosa, foram parados por torcedores para uma conversa, aproximação.



Terça, durante o dia, o contato prosseguiu. Após o almoço, Gilson Kleina seguia para o seu quarto, quando foi parado por um torcedor. Junto dele, um retrato do comandante alviverde, e entregue a ele. A alegria só não foi completa, pois o palmeirense tinha a imagem para dar para Valdivia – o meia não viajou por sobrecarga muscular. Até oferta para visitar o resort de um hóspede, o técnico alviverde recebeu.



No treino frustrado no CT do Moto Clube, a plateia também acompanhou o grupo, sempre com celulares tirando fotos ou fazendo vídeos. Wesley e Lúcio foram uns dos mais elogiados – o pentacampeão até foi aplaudido na entrada para o que seria a atividade de ontem.



As duas derrotas seguidas no Brasileiro fizeram a pressão no Palmeiras aumentar. Tropeçar no Maranhão pode apenas fazer crescer a insatisfação. Ao menos, o Alviverde, além do afago da torcida local, conta com o retrospecto a favor: venceu os três jogos que fez contra o Sampaio.







VEJA TAMBÉM
- Palmeiras desembarca em Quito com elenco quase completo para partida decisiva.
- Luan elogia desempenho no Palmeiras e ignora "reformulação" no clube
- Romulo busca espaço no Palmeiras durante período de adaptação no clube.





3501 visitas - Fonte: LanceNet!

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

publicidade
publicidade

Brasileiro

Qua - 20:00 - Arena Barueri -
X
Palmeiras
Internacional

Brasileiro

Dom - 18:30 - Manoel Barradas
0 X 1
Vitoria
Palmeiras