20/7/2021 16:22

Palmeiras terá oito representantes nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóqui

Os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 terão início nesta quarta-feira (21), e o Palmeiras mais uma vez estará presente na principal competição esportiva do mundo – entre atletas e comissão técnica, o Verdão terá representantes nas categorias feminina e masculina do futebol e também na disputa feminina do tênis de mesa. Nas Paralimpíadas, marcadas para agosto, serão mais três palmeirenses – dois no judô e um no tiro com arco.



Logo na data de estreia da Olimpíada, a Seleção Brasileira feminina de futebol entra em campo contra a China, às 5h (17h do horário local), com três palestrinas à disposição da técnica Pia Sundhage: a zagueira Rafaelle, a meio-campista Julia Bianchi e a atacante Bia Zaneratto.



“É um sonho para qualquer atleta e o ápice da carreira esportiva. Quando eu decidi vir para o Palmeiras também foi com o pensamento de focar na Olimpíada, ter mais visibilidade, e o clube me ajudou muito. Confio no trabalho da Seleção, estamos em boas mãos e temos ótimas jogadoras”, declarou Rafaelle, que está indo para sua segunda Olimpíada.


A camisa 10 e artilheira do Verdão na temporada, Bia Zaneratto, é outra veterana na competição: “Foi uma sensação única viver o cenário da Rio 2016 por ser no Brasil e minha família estar presente. Apesar disso, nós não conquistamos o nosso objetivo maior que era a medalha olímpica. Creio que hoje, tendo a Pia como uma das referências da modalidade, nós temos muito a crescer na competição. Será difícil, mas estamos preparadas”.


“Confesso que estou um pouco ansiosa, mas muito feliz pela oportunidade”, disse Julia, que, entre as três, é a única estreante na competição. “Estou tentando aproveitar a oportunidade da melhor maneira possível. Temos tudo para fazer um bom trabalho e conquistar o ouro”, concluiu.


No futebol masculino, que estreia às 8h30 (20h30 do horário local) da quinta-feira (22), contra a Alemanha, o Alviverde será representado pelo lateral e meio-campista Gabriel Menino. O jovem recebeu a notícia da convocação enquanto estava na Academia de Futebol. Em lágrimas, ligou para seus pais e vibraram juntos pela “chance única”, como destacou Gabriel. “Ter sido convocado foi um privilégio tão grande. Estou muito ansioso e preparado. É um sonho de criança e, se Deus quiser, vamos sair de lá vitoriosos e com o ouro no peito”, completou a Cria da Base.



No sábado (24) é a vez de o técnico Hugo Hoyama estrear em Tóquio, comandando a equipe feminina de tênis de mesa. O treinador, que teve uma breve passagem pelo clube em 2005 e retornou definitivamente em 2010, está à frente da Seleção Brasileira desde 2013 e disputará sua segunda Olimpíada na função – comandou as atletas na edição do Rio de Janeiro (2016). “Joguei 26 anos e agora, como técnico, estou ali para ajudar as meninas a conseguir o melhor resultado possível. A ansiedade e a responsabilidade de representar o nosso país e, é claro, o nosso Verdão, é muito grande. Em qualquer viagem que faço, qualquer competição, tenho o nosso manto na mala”, enfatizou.



Outro técnico palmeirense, Reginaldo dos Santos não embarcará para Tóquio, mas foi um dos responsáveis por toda a preparação do taekwondo brasileiro para a Olimpíada. O profissional iniciou sua trajetória no Alviverde há 14 anos, assumiu a Seleção Brasileira em 2012 e esteve presente nos Jogos de Londres (2012) e do Rio de Janeiro (2016). Nesta edição, o time brasileiro será comandado pelo seu irmão, Clayton dos Santos.


Integrante do Núcleo de Saúde e Performance do Palmeiras, o dr. Gilberto Cunha estará na capital japonesa como membro da equipe médica do Comitê Olímpico Brasileiro (COB).


Paralimpíada

Com início previsto para 24 de agosto, a Paralimpíada de Tóquio contará com três representantes do Verdão pela primeira vez na história da competição: Alana Maldonado e Thiego Marques competem no judô, e Heriberto Roca, no tiro com arco. As duas modalidades iniciam as disputas no dia 27 de agosto.


Os judocas deficientes visuais possuem três classificações, além da divisão por peso: B1 (completamente cego e não consegue ver nem distinguir o formato de uma mão, visto ter percepção luminosa nula), B2 (consegue ver vultos e distinguir o formato de uma mão – caso de Alana) e B3 (capaz de definir imagens – caso de Thiego).


Alana disputa o seu segundo Jogos Paralímpicos – conquistou a medalha de prata na edição do Rio 2016. No Alviverde desde 2018, ela sonha em ser a primeira brasileira do judô paralímpico a conquistar uma medalha de ouro na categoria. “É uma responsabilidade muito grande representar o meu país e o Palmeiras, um clube tão grande. Prometo dar o meu melhor para trazer a medalha de ouro para nós”, disse a judoca.



Diferente de Alana, Thiego vai para sua primeira edição dos Jogos. O jovem paratleta chegou ao Verdão no ano passado como grande promessa da modalidade, com apenas 20 anos. “Eu me sinto honrado. Além de representar o Palmeiras, represento também a minha cidade e o meu estado. Estamos trabalhando duro para fazer o nosso melhor, queremos estar no lugar mais alto do pódio”, afirmou o paraense, natural da capital Belém.




O arqueiro Heriberto Roca iniciou sua carreira no basquete em cadeira de rodas, em 1999. Experiente em Paralimpíadas, ficou 15 anos na Seleção Brasileira da modalidade até que, em 2016, conheceu o tiro com arco. “O esporte é inclusão e é para todos. Vou dar o máximo para representar o Brasil e o Palmeiras. É um peso, o Palmeiras é um clube grandioso”, declarou o paratleta, que entrou no clube alviverde no ano passado.





História do Palmeiras nos Jogos

O primeiro atleta palmeirense a representar o clube em Olimpíadas foi o esgrimista Ferdinando Alessandri, nos Jogos de Berlim, na Alemanha, em 1936. De lá para cá, um total de 48 atletas alviverdes já participaram do maior evento esportivo do mundo, nas seguintes modalidades: Atletismo, Basquete, Esgrima, Futebol, Hóquei, Judô, Levantamento de Peso, Pugilismo, Tênis de Mesa, Tiro com Arco e Vôlei.


Jorge Edson, com a equipe de vôlei em 1992, em Barcelona, e Gabriel Jesus, com a equipe de futebol em 2016, no Rio de Janeiro, são os atletas palmeirenses que conseguiram a tão sonhada medalha de ouro.


Alana Maldonado, Thiego Marques e Heriberto Roca são os primeiros atletas palmeirenses a representar o clube em Paralimpíadas.



LISTA DE MEDALHISTAS OLÍMPICOS

Rosa Branca (basquete): bronze em 1960

Mosquito (basquete): bronze em 1960

Edson Bispo (basquete): bronze em 1960 e 1964

Jatyr (basquete): bronze em 1960 e 1964

Victor Mirshawka (basquete): bronze em 1964

Jorge Edson (vôlei): ouro em 1992

Henrique Guimarães (judô): bronze em 1996

Flávio Conceição (futebol): bronze em 1996

Amaral (futebol): bronze em 1996

Rivaldo (futebol): bronze em 1996

Luizão (futebol): bronze em 1996

Gabriel Jesus (futebol): ouro em 2016

* Medalhistas de ouro em 2016, o goleiro Weverton e o zagueiro Luan, atuais atletas do Palmeiras, não fazem parte dessa lista porque defendiam, respectivamente, o Athletico-PR e o Vasco naquele ano.

#palmeiras #verdao #alviverde #olimpiadas #paralimpiadas



LEIA TAMBÉM: "Após três meses fora, Veron detalha trabalho para voltar a atuar pelo Palmeiras




894 visitas - Fonte: Sociedade Esportiva Pa

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

José Cândido     

O PALMEIRAS É MUITO BOM EM TUDO. POR ISSO QUE SOU PALMEIRENSE HERANÇA DO MEU PAI

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Brasileiro

Sáb - 19:00 - Morumbi - Premiere
São Paulo
Palmeiras

Último jogo - Brasileiro

Sáb - 19:00 - Allianz Parque
Palmeiras
1 0
Fluminense
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Atletico-MG
3 Fortaleza EC
4 RB Bragantino
5 Atletico Paranaense
6 Flamengo
7 Ceará
8 Atletico Goianiense
9 Bahia
10 Corinthians
11 Fluminense
12 Santos
13 Juventude
14 Internacional
15 Cuiaba
16 Sport Recife
17 São Paulo
18 America Mineiro
19 Grêmio
20 Chapecoense-sc
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
31 13 10 1 2 25 12 13 VVVVV
28 13 9 1 3 19 10 9 VVVVV
27 13 8 3 2 21 9 12 DVVVV
24 13 6 6 1 24 16 8 VEEED
23 12 7 2 3 21 13 8 VDEDV
21 11 7 0 4 22 10 12 DDVVV
19 13 4 7 2 14 12 2 VEEVE
18 13 5 3 5 11 14 -3 EEDDV
17 13 5 2 6 18 22 -4 VVDDD
17 13 4 5 4 11 11 0 EVDDV
17 13 4 5 4 10 12 -2 VEVDD
16 13 4 4 5 15 16 -1 DVDED
16 13 4 4 5 9 14 -5 DDEDV
14 13 3 5 5 12 18 -6 EDEVD
12 12 2 6 4 13 16 -3 EEVVD
11 13 2 5 6 7 11 -4 DEDVE
11 13 2 5 6 9 17 -8 DVVDD
10 13 2 4 7 10 18 -8 VDDDE
7 11 1 4 6 6 13 -7 DDEVE
4 13 0 4 9 11 24 -13 DDDDD
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Bragantino
2 Palmeiras
3 Novorizontino
4 Ituano
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
23 12 6 5 1 15 7 8 VVEEE
21 12 6 3 3 18 10 8 DDVVV
19 12 5 4 3 17 12 5 VEDED
13 12 4 1 7 10 14 -4 DVVDD
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Defensa Y Justicia
3 Independiente Del Valle
4 Universitario
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
9 3 3 0 0 10 3 7 VVV
4 3 1 1 1 5 3 2 EVD
1 2 0 1 1 1 6 -5 ED
0 2 0 0 2 2 6 -4 DD