14/11/2017 17:53

Em lista da torcida do Palmeiras, Michel Bastos diz: "Vou provar em campo"

Meia-atacante, que voltou a atuar pela equipe após quase três meses, se diz surpreso com pedido de demissão em protesto de torcida organizada, no último domingo

Michel Bastos foi o entrevistado desta terça-feira, na Academia de Futebol (Foto: Reprodução/TV Palmeiras)

No último domingo, pouco antes de ser titular na vitória sobre o Flamengo - quando voltou a atuar após quase três meses -, Michel Bastos foi um dos jogadores incluídos em uma lista de dispensas pedidas pela torcida organizada, em protesto em frente à Academia de Futebol.


Segundo o meia-atacante, o episódio o surpreendeu, já que, também devido a lesões em série, ele não era titular do time desde 27 de agosto, quando enfrentou o São Paulo, também na arena.

– Para as pessoas que estão pedindo minha saída, dentro de campo eu vou conseguir provar que talvez estejam se precipitando um pouco – afirmou.

– Minha intenção é ficar aqui no ano que vem. Nunca fui minha intenção (sair). Nos clubes onde passei, sempre tento deixar boa imagem. Me surpreendeu, mas agora tenho oportunidade, se o Alberto (Valentim, técnico interino) me der sequência, de mostrar dentro de campo que tenho condições de continuar vestindo a camisa do Palmeiras.

Contratado nesta temporada, depois de conviver com cobranças e até agressão por parte de torcedores no São Paulo, Michel Bastos tem 35 partidas com a camisa alviverde até aqui. Sob comando de Eduardo Baptista e de Cuca, ele não conseguiu se firmar, seja no meio-campo ou na lateral esquerda, posição em que agora ganhou oportunidade com o interino Alberto Valentim.

– Vou ser bem sincero: estou muito feliz. Saí do São Paulo no ano passado, com grande possibilidade de até parar de jogar, porque tenho filho de dez anos, que viveu comigo essa situação. Hoje estou em uma certa idade, tenho preferências. Em primeiro lugar, minha família. Mas agora estou no Palmeiras, um dos melhores clubes do Brasil, um dos melhores elencos. Se falar que estou insatisfeito, não estou. Estou feliz – comentou o jogador de 34 anos.

– Joguei pouco, sim, mas algumas coisas me atrapalharam, como lesões. Se não me engano, tenho só 20 jogos como titular. Mas, mesmo assim, sou um dos líderes de assistências. Tenho que respeitar decisões do treinador. Toda vez que vesti a camisa do Palmeiras, tentei dar meu melhor. Depois desse jogo, minhas redes sociais bombaram, todos me elogiando. Me surpreendeu (o protesto). Por não ter conseguido, por falta de oportunidade algumas vezes, mostrar meu futebol.

483 visitas - Fonte: GloboEsporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Ate agora voce nao disse a que veio no palmeiras!!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias