6/4/2014 20:28

De volta, Deola duvida de chances no Palmeiras

Yahoo Esporte Interativo/EC Vitória/Felipe Oliveira - Deola teve boas passagens por Vitória e Atlético Sorocaba, mas não confia em novas chances no Palmeiras.

Enquanto a torcida do Palmeiras tem em Fernando Prass um goleiro de confiança para seguir na meta do clube e não vê Bruno como um reserva de calibre para a posição, uma terceira opção - um velho conhecido do torcedores - pode ser a ideal, pelo menos para fazer sombra ao indiscutível atual titular da função. Após ser titular por empréstimo na campanha do rebaixamento do Atlético Sorocaba na edição 2014 do Campeonato Paulista, Deola está prestes a retornar ao clube que o revelou para o futebol.

Com mais de 100 partidas pelo Palmeiras, Deola chegou a ser apontado como sucessor natural de São Marcos na meta do clube, mas uma péssima atuação na partida contra o Guarani, que culminou na eliminação do Verdão no Paulistão 2012, encerrou suas chances. O então técnico Felipão promoveu a entrada de Bruno e Deola acabou sendo emprestado. "Jogar no Palmeiras é muito difícil...", afirmou, em entrevista ao site "GloboEsporte.com".

Deola jogou o Baianão 2013 pelo Vitória, mas uma fratura no punho esquerdo o tirou de ação pelos oito meses seguintes, razão pela qual, no início do ano, aceitou a proposta do Atlético Sorocaba para o Paulistão 2014. "Eu precisava voltar a jogar para aparecer. Você fica longe do mercado e cai no esquecimento. Necessitava jogar também para saber se a mão tinha ficado boa, se eu não havia receio. O Palmeiras deu o aval, e fui ao Sorocaba. Embora o time tenha caído, minha participação foi muito boa. Tentei ajudar da melhor forma, fiz grandes atuações e a torcida gritava meu nome mesmo nas derrotas. Pessoalmente, foi satisfatório, mas é ruim estar em um time que cai".

O goleiro assumiu a titularidade do Palmeiras com algumas grandes atuações entre 2010 e 2012 - no Brasileirão de 2010, por exemplo, Deola chegou a ser hostilizado pelos palmeirenses por praticar grandes defesas contra o Fluminense, em jogo da Arena Barueri. Os alviverdes torceram para o time 'entregar' o jogo para o adversário a fim de prejudicar o rival Corinthians na disputa daquela taça. Ainda assim, o arqueiro não sabe o que vai acontecer com seu futuro no Palmeiras, com quem tem contrato até o final de 2015.

"Não sei o que vai acontecer, o que a diretoria pensa, se eles querem que eu volte ou não. A única coisa que eu quero é jogar. Hoje, o Prass é um goleiro muito seguro, está muito bem, a torcida confia nele", comenta. A incerteza, aliada às suas pretensões na carreira, deve dificultar sua permanência no Palestra Itália. "Estou indo para os 31 anos, não sou nenhum menino e a minha vontade é de jogar. Treinar é bom, mas gosto de jogar. Hoje é muito mais fácil jogar em outro clube". A única 'esperança' de Deola seria se o técnico Gilson Kleina cedesse à pressão dos torcedores e afastasse Bruno do elenco, permitindo que Deola tenha mais chances.

Enquanto não recebe propostas, Deola deve cumprir seu contrato normalmente, seguir a mesma rotina de treinamentos do elenco palmeirense e estar à disposição para a primeira rodada do Camepeonato Brasileiro, contra o Criciúma, no dia 20 de abril.



Leia também: [ENQUETE] O Palmeiras deveria facilitar a saída de Fabiano para o Internacional?

Leia também: Belluzzo aciona COF para apurar discriminação contra sócia



4485 visitas - Fonte: Yahoo

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias