20/4/2017 14:45

Prass fala em partida 'quase perfeita' para superar a Ponte e fazer história

Goleiro do Palmeiras diz que aspecto emocional deve ser decisivo na semifinal do próximo sábado. Verdão precisa golear a Macaca

Fernando Prass, em coletiva na Academia de Futebol do Palmeiras (Foto: Felipe Zito)

Além da classificação para a final do Campeonato Paulista, o duelo do próximo sábado contra a Ponte Preta dá aos jogadores do Palmeiras a possibilidade de atingir algo muito maior: fazer história com a camisa alviverde.

Em entrevista coletiva na manhã desta quinta-feira, na Academia de Futebol, o goleiro Fernando Prass falou sobre o apoio que o grupo tem recebido dos torcedores e sobre a motivação para reverter a vantagem da Macaca - no primeiro jogo, o time de Campinas venceu por 3 a 0.

– Eu me inspiro no que posso deixar marcado na história do clube se eu fizer determinada coisa. Ganhando títulos ou jogos nesta situação. Tem duas maneiras de ver, o lado bom ou ruim. Você escolhe o lado que quer analisar. Eu vejo pelo lado bom. Temos a chance de chegar de uma maneira histórica, que vai ser lembrada. Ninguém lembra do ano passado, mas uma semifinal como essa, se tivermos êxito, vai ficar marcado. Uma das coisas que me motivam é marcar o nome na história - disse o atleta, um dos líderes do elenco alviverde.

– A resposta da torcida foi sensacional. Na terça-feira tive que sair para ir no shopping e todos que me abordavam falavam que estariam no Allianz e que eles acreditavam e para nós acreditarmos. Passei por diversas situações aqui, Série B com o Pacaembu cheio, brigamos para não cair em 2014 com estádios cheios, e agora é uma coisa de maluco, mas que a torcida já deu mostras de apoio. Independentemente se classificar ou não, quem vier ou assistir de casa vai sair orgulhoso porque vamos dar o que eles querem, que é entrega até o último minuto – completou.

Com tanta motivação e apoio, Fernando Prass mostra também preocupação com a reação do grupo. Para o goleiro, há a necessidade de saber enfrentar a desvantagem contra a Ponte Preta, sem deixar com que a pressão atrapalhe no desempenho da equipe.

– É conseguir dosar as situações. Não tem como, quando entrar em campo no sábado, estádio pulsando, vai arrepiar, vai estar com a adrenalina a mil e é bom porque dá um gás extra para correr. Tem de saber usar isso. Se você se pilhar demais, o fio vira, mas é trabalhar a cabeça para usar o barulho da arquibancada sem perder a concentração para que ajude e não atrapalhe – disse o atleta.

Para levar a decisão para as cobranças de pênaltis, o Palmeiras precisa vencer a Ponte Preta por três gols de diferença. Uma classificação direta para a decisão do Paulistão só vai ocorrer em caso de um triunfo alviverde por quatro ou mais gols de diferença.

– Tem de ser perto disso (a partida perfeita). Todo mundo fala que temos de fazer três gols, mas não podemos tomar também. Precisa do comprometimento. Se a gente entender que com a bola a gente não sofre gols, com 60% de posse de bola a gente diminui a chance de gols da Ponte em 60%. Se nos 40% restantes tivemos uma marcação agressiva, longe do nosso gol, será bom. Vai conseguir a classificação quem impor a estratégia sobre a do adversário – destacou o goleiro.

– Para um jogo assim, em que temos de conseguir um placar elevado, não dá para se querer ter só coração ou só organização. Principalmente o lado emocional, ele entra na parte tática e técnica também. Temos de que tentar achar um equilíbrio para ter um lado emocional forte, porque vai ter uma energia forte na arena e que a gente saiba usar isto na medida certa para nos fazer melhorar e não passar do limite, porque senão atrapalha. Temos de ter tudo no nível ideal para fazer um jogo quase que perfeito – acrescentou.

8187 visitas - Fonte: Globo Esporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Alessandra Reis     

eu acredito!

eu acredito

Jorge Vicentini     

os jogadores sao considerado bons ganhao muito bem . tem por obrigacao de ganhar de um time pequeno de 3 ou 4 . gol

#euacredito
#somosgigantes

Eu acredito.

Eduardo Lima     

Eu acredito
#atéoapitofinalpalmeiras

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias