11/6/2018 08:26

Palmeiras têm último capítulo sobre decisão do Paulistão nesta segunda

Entre polêmicas e recursos, Verdão tenta comprovar interferência externa no Dérbi que decidiu o torneio estadual

O árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza foi o pivô da confusão na final entre Palmeiras e Corinthians, no Paulistão (Foto: Marcos Ribolli)

Nesta segunda-feira, a partir das 17h30 (de Brasília), o Tribunal de Justiça de São Paulo julga o recurso solicitado pelo Palmeiras, que pede a análise do caso sobre uma suposta interferência externa na segunda final do Campeonato Paulista. Será o último capítulo da polêmica no órgão paulista.



O Pleno do TJD vai analisar o pedido do Verdão, que contesta a decisão anterior de Antônio Olim, presidente do Tribunal, que encerrou o caso no dia 4 de maio alegando que o prazo da solicitação havia sido prescrito em 10 de abril.

Para tentar provar interferência externa na anulação da marcação do pênalti de Ralf em Dudu, no segundo tempo da final vencida pelos corintianos, a diretoria do Palmeiras contratou uma empresa de investigação. Depois disso, o clube protocolou no TJD um documento de cerca de 100 páginas com o pedido de impugnação da partida.

Os alviverdes questionam a atuação de Dionísio Roberto Domingos, diretor de arbitragem da Federação Paulista de Futebol, e de Márcio Verri Brandão, membro da equipe de arbitragem da entidade paulista, dentro de campo no momento da marcação da penalidade e da confusão que parou o jogo por cerca de oito minutos até o árbitro Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza voltar atrás na decisão e optar pela marcação de escanteio.

O procurador Marcelo Monteiro, do TJD, determinou o arquivamento do caso em 23 de abril com base nos depoimentos da equipe de arbitragem. A reclamação palmeirense é que as imagens protocoladas pelo clube não foram analisadas.

No dia 9 de maio, o Palmeiras entrou no STJD com uma ação chamada "mandado de segurança" para que o órgão obrigue o TJD a analisar o mérito do caso ao mesmo tempo que o clube entrou com recurso Tribunal paulista contestando a decisão de Olim alegando que o prazo havia sido expirado.

No dia 17 de maio, o STJD indeferiu o pedido do clube por entender que cabe ao órgão regional analisar o recurso e por isso não julgou o mérito do caso, e sim o procedimento processual adotado.

O julgamento do mérito é importante para que o Palmeiras, em caso de insucesso nesta segunda-feira no TJD, possa recorrer futuramente ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

Desde a final do Campeonato Paulista, Palmeiras e FPF vivem momentos turbulentos nos bastidores. O clube rompeu com a entidade e não mandou representantes para a festa de encerramento do torneio. Durante o período, o TJD puniu o presidente Maurício Galiotte e o diretor jurídico Alexandre Zanotta por críticas ao torneio e ao Tribunal.

Na semana passada, Galiotte e Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF, estiveram no mesmo voo que levou dirigentes para o Paraguai para o sorteio das oitavas de final da Conmebol. No hotel localizado na cidade de Luque, ambos evitaram contato quando frequentaram o mesmo ambiente.

No clube, conselheiros pediram abertura de sindicância para apurar o motivo de três integrantes do Conselho do Verdão, que são ligados à FPF, não terem comparecido na votação que decidiu pela ampliação do mandato presidencial palmeirense, no dia 21 de maio. Na ocasião, a proposta defendida por Galiotte foi aprovada 143 votos, dois acima do limite necessário.

17403 visitas - Fonte: Globo Esporte

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Afff..

Resumindo:
#ForaRogerMachado.

R I D I C U L O S troca a merda desse técnico não ganha nem do lanterna Palmeiras 0x2 Flamengo

Esse assunto ja á encheu o saco,paulista é pagina virada,pois enquanto isso estamos passando raiva com esse tecnico e diretoria incompetente que batem cabeça e não conseguem dar um padrão ao nosso tim

Esse time e ridiculo

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias