7/1/2019 09:59

Mattos atribui pouco uso da base do Palmeiras à comissão técnica

O sucesso alcançado pelo Palmeiras nas categorias de base ao longo das duas últimas temporadas ainda não propiciou o aproveitamento dos jovens pela equipe principal. O cenário é consequência das convicções da comissão técnica chefiada por Luiz Felipe Scolari, assegura o diretor de futebol Alexandre Mattos.



LEIA TAMBÉM: Palmeiras aguarda saídas e terá de fazer cortes em lista para o Estadual

"A avaliação é técnica. Quem avalia se o jogador tem condição e maturidade para atuar (na equipe profissional) é a comissão. Ninguém melhor do que eles, que estão no dia a dia, para dizer se o atleta A, B ou C da base está pronto para jogar", justificou Mattos.


O diretor de futebol já apresentou o volante Matheus Fernandes (Botafogo), o meia Zé Rafael (Bahia) e os atacantes Arthur Cabral (Ceará), Carlos Eduardo (Pyramids) e Felipe Pires (Hoffenheim). Antes das negociações, segundo Mattos, os jovens criados no Palmeiras foram analisados.

"Quando o Palmeiras vai contratar, observa o mercado, mas também observa a base. Se, na avaliação da comissão técnica, a base supre, o clube não traz", disse. "Quem avalia se o jogador que foi contratado é melhor do que aquele que está aqui é a comissão técnica e eles têm nossa confiança", acrescentou.

Ao falar sobre o eventual aproveitamento dos atletas da base, Mattos citou como exemplo Yan, um dos destaques entre os jovens em 2018. De acordo com o diretor de futebol, o atacante de 20 anos, promovido ao elenco principal, ainda precisa de um processo de fortalecimento para atuar.

"Até o momento, o Yan não tem a estrutura física necessária. No ano passado, quando estávamos com uma dificuldade de jogador de velocidade, ele foi promovido ao profissional e sofreu uma lesão atrás da outra. Muitas vezes, dizem que tal menino joga demais. Sim, mas está jogando na base", ponderou Mattos.



Com um elenco numeroso e qualificado, o Palmeiras tem emprestado alguns dos atletas formados na base para oferecer rodagem - o atacante Artur, por exemplo, ficará no Bahia até dezembro de 2019. O clube deseja fazer o mesmo com o zagueiro Pedrão e com o meia Vitinho e também deve ceder o centroavante Papagaio.






Palmeiras,Mattos,Categoria de base

2019 visitas - Fonte: Terra

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Gentil Messagi     

Hoje futebol nao e so um time, uma equipe pra entrar em campo, è comercio, por isso que Palmeiras contrata jovens promessas alem de ter um base forte. Pensamento no futuro!

Porque que ao invés de comprar tantos jogadores não paga logo as dívidas do palmeiras e começa fazer caixa para que no futuro nos ossos ser tão grande como Barcelona real Madri

chega de ficar contratando jogadores iguais os q tem aí e o caso de Mateus Fernandes e Carlos Eduardo e outros iguais a esses tá sobrando na base para compor elenco Yan papagaio pedrao vitinho luan candido isso é jogar dinheiro fora e só ver quantos jogadores tinha emprestados eo palmeiras pagando complemento de salários vcs acha que isto está certo

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias