21/4/2019 10:51

Belluzzo aciona COF para apurar discriminação contra sócia

Foto: Reprodução

Luiz Gonzaga Belluzzo pedirá ao COF (Conselho de Orientação e Fiscalização) do Palmeiras que o caso de suposta coação e discriminação com Luiza Baú, uma sócia que é deficiente cognitiva, seja investigado e que os eventuais culpados sejam punidos.



Após ler a reportagem publicada ontem, o ex-presidente entrou em contato com o UOL Esporte para informar que solicitará que os conselheiros abram uma sindicância.

O Palmeiras foi consultado pela reportagem antes da publicação do caso e não se posicionou oficialmente.

"Eu li a reportagem e já pedi ao COF que eles instalem uma sindicância. O caso precisa ser apurado. Isso não pode acontecer no Palmeiras. O caso precisa ser investigado e, se tiver culpado, eles precisam ser responsabilizados. É essa a atitude de um clube democrático, com origem de imigrantes. Um clube que não discrimina ninguém", afirmou Belluzzo em contato telefônico.

Vale destacar que todos os ex-presidentes têm vaga cativa no COF automaticamente. Daqui para frente, se o pedido de sindicância for aceito, o clube elegerá uma comissão para que o fato seja apurado.

A jovem é representada pela sua mãe Silvia Carneiro. As duas relatam terem sido constrangidas e coagidas pelos funcionários do clube em uma sala da sede social durante 48 minutos de reunião, convocada pela coordenação com objetivo de convidar Luiza a se retirar das aulas de ioga.



Luiza, hoje com 26 anos de idade, tem uma deficiência cognitiva de nome kernicterus, também conhecida como encefalopatia bilirrubínica. Trata-se de uma condição na qual um pigmento da bile se torna tóxico a algumas células do tronco cerebral. Como consequência, a torcedora do Palmeiras em questão passou seus primeiros 17 anos de vida sem falar.



LEIA TAMBÉM:Fabio Luciano, da ESPN, critica a postura de clubes brasileiros: 'Vocês estão entregando títulos para o Palmeiras'

1011 visitas - Fonte: UOL

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

Nilson da Sul     

Eu sou deficiênciente e sei que já passei mal nas desses focionaros rassista

Acho excelente este tipo de manifestacao e defesa do direito! Precisamos crescer em todos os aspectos! Assum nosso Palmeiras será ainda maior! Respeito em todas as situacoes !

julio cesar     

Situação complicada pois Yoga precisa de silêncio absoluto pra ser realizada....

Está certíssimo professor Luiz Gonzaga Belluzo, esses funcionários idiotas não são médicos pra analisarem deficientes de qualquer natureza. Eu na condição de médico defendo a inclusão social em todas as circunstâncias.

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou Conecte com Facebook.

Últimas notícias