13/9/2021 17:40

Opinião: Com investimento alto e bons atletas, Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG dominam futebol no País

Equipes estão nas semifinais da Libertadores e brigam pelo topo da tabela do Brasileirão

Readequação financeira, parceria, visão de mercado e ousadia em contratações fizeram de Flamengo, Palmeiras e Atlético-MG os "donos" do futebol brasileiro. Com elencos poderosos, as equipes vêm se sobressaindo sobre a concorrência e mostrando que podem reinar no País por alguns ciclos. O trio está nas semifinais da Libertadores, entre os cinco melhores no Brasileirão e dois deles estão quase nas semifinais da Copa do Brasil. A questão é: com tamanho equilíbrio entre ambos, dá para apontar qual é o melhor?



Sobrando em campo, o atual bicampeão brasileiro virou o "rei das goleadas" sob a batuta de Renato Gaúcho. Com elenco junto há três anos, o Flamengo não está tomando conhecimento dos rivais e já goleou oponentes do quilate de Santos, Grêmio e São Paulo. Neste fim de semana, na casa do rival, bateu o Palmeiras por 3 a 1 e fez do adversário seu mais novo freguês. Os torcedores santistas, antes do embate do Brasileirão, fizeram até campanha para a equipe perder por W.O., já imaginando um vexame. Levou de 4 a 0 na Vila sem muita resistência. Mesmo com um time forte, a diretoria rubro-negra trouxe recentemente Andreas Pereira e Kennedy, antes da contratação mais badalada, a de David Luiz.


Em Minas, o Atlético faz o mesmo. Com um ataque de respeito comandado por Hulk e agora ainda mais forte com o desembarque de Diego Costa em Belo Horizonte, o time, campeão estadual, lidera o Brasileirão, está firme na Libertadores e na Copa do Brasil e anda sonhando com a volta dos títulos após conquistar a América em 2013. Quebrar o jejum no Nacional após 50 anos é a meta. Para isso, vem se impondo em campo, emplacando vitórias seguidas e mostrando ser um rival duro de ser batido. Virou sobre o Corinthians, ganhou bem de Flamengo, Inter, São Paulo e Palmeiras e deixou Boca Juniors e River Plate pelo caminho na Libertadores. Melhor cartão de visita não há. Cuca mantém os pés no chão e sofre a cada partida.

O terceiro clube dessa trinca é campeão da Copa do Brasil e da América. O Palmeiras se destaca pelo esquema defensivo aliado à regularidade. Mas caiu de produção nas últimas partidas. A derrota para o Flamengo vai levar alguns atletas para o divã. Com peças importantes em todos os setores do campo, o equipe ensaia uma reação e continua forte pelo bicampeonato da Libertadores. Mas tem um osso duro de roer pela frente, o Atlético-MG. Quem passar vai para a final.


O time de Abel Ferreira deixou o rival São Paulo pelo caminho e vem rodada após rodada disputando a ponta do Brasileirão com os mineiros, atrás do terceiro título nos últimos cinco anos. Ganhou em 2016 e 2018.

"Na realidade, não há muito segredo para eles estarem à frente dos demais clubes. O motivo é o investimento financeiro com qualidade e quantidade", diz o ex-técnico Emerson Leão ao avaliar o trio de ouro do futebol brasileiro. "O São Paulo podia estar incluso, mas não se adaptou. E o Corinthians está começando a contratar com cuidado e vai ganhar corpo. Mas os três estão na frente de todos os outros e se os rivais não se mexerem, vai virar rotina só esses três ganharem campeonatos, o que é ruim", diz. "Ficará uma rotina desagradável. Vai ser como na Espanha, onde ganha Barcelona ou Real Madrid e, com raras vezes, o Atlético de Madrid."

Leão lembra de sua época de jogador para comentar que, para o bem do futebol, se faz necessária uma rotação entre os campeões. "Senão, perde a motivação. Na minha época, cada ano surgia um campeão diferente. Hoje, as conversas são sobre quem não vai tomar goleada do Flamengo, para mim, o time mais entrosado dos três pelo tempo. Não dá para aceitar isso. Antes, a preparação era para ganhar. Todos têm de ter ambição."

Mesmo pedindo para os rivais encararem o Flamengo de frente, Leão não esconde seu apreço pelo clube carioca. E ainda pede para Tite levar também Bruno Henrique à seleção brasileira. "Para formar a confraria. É o jogador da velocidade e não é egoísta. Tite levou dois e esqueceu dele."



Ídolo do Palmeiras assim como Leão, o ex-centroavante César Maluco também aponta o trio com vantagem sobre a concorrência. "Realmente, eles são os melhores. Mas acredito numa volta do Corinthians (à briga pelos títulos), está chegando devagarinho e pode se igualar", observa. Para o eterno camisa 9, mesmo colocando o Palmeiras atrás do Flamengo no quesito "continuidade", a confiança é em briga pelos títulos da Libertadores e, sobretudo, do Brasileirão. O Palmeiras é vice-lider. Mas o Flamengo tem duas partidas a menos e apenas um ponto atrás.

"O Palmeiras nunca pode depender dos outros pelo plantel que tem. O certo é dar total liberdade para o Abel Ferreira trabalhar. Ele dá regalia aos jogadores e fala a língua do time", diz Maluco. "Para mim, teria apenas de efetivar o Felipe Melo como um treinador do time dentro do campo e não abrir mão do Gustavo Scarpa, um baita jogador. São eles dois e mais 9."

Os ex-jogadores ouvidos pelo Estadão ressaltam os três anos juntos de Gabriel, Bruno Henrique, Arrascaeta e Everton Ribeiro. Antes de ter um dos mais perigosos quartetos ofensivos, o Flamengo teve de fazer uma reconstrução financeira. Tudo começou em 2013, quando o grupo comandado pelo presidente eleito Eduardo Bandeira de Melo se assustou com a dívida bruta de R$ 750 milhões.

O primeiro passo do Flamengo foi enxugar as contas, baixar os gastos e montar um elenco apenas para não fazer feio. Um plano de geração de receitas entrou em ação. Apenas após novos acordos e renegociações dos débitos que o clube voltou ao mercado. Agora colhe os frutos com títulos e resultados expressivos. Desde a chegada de Renato Gaúcho, o time abusa do direito de fazer gols. Foram 48 em 15 partidas.

"Rapaz, eu converso com o torcedor do Rio e eles já perguntam: 'vai levar de quanto amanhã?'. O time se conhece desde a época do (Jorge) Jesus, o Rogério Ceni não conseguiu dar continuidade, mas o Renato Gaúcho reviveu os grandes resultados", reconhece Cesar Maluco. "Mas o Palmeiras está bem também, tem velocidade, é um time que joga sempre para ganhar e tem uma defesa forte", avalia. "Basta manter o time, não ficar trocando e efetivar o Felipão (Felipe Melo) e o Scarpa. Assim, o Abel vai seguir vencedor até o fim."

Regularidade

Regularidade e força são realmente as características do Palmeiras. E tudo começou com a assinatura da parceria com a Crefisa, em 2015. Com aporte financeiro e contas em dia, o clube adotou a postura de sempre contar com uma equipe principal e um elenco fortes para brigar por taças. Vem erguendo troféus e, apesar de leve queda na temporada, ainda impõe respeito nos oponentes. Com a volta de Dudu e o crescimento de Rony, Rafael Veiga e Scarpa, além da consistência de Gómez e jovens como Renan e Danilo, o Palmeiras vai continuar forte.

"Vejo esses três times muito à frente pelos planteis que montaram. São grandes equipes com suplentes no mesmo patamar. Entram dois, três, saem dois ou três, e não caem, seguem ofensivos e com posse de bola", mostra entusiasmo Paulo Isidoro, ex-jogador do Atlético-MG que trabalha com formação de jovens e não esconde seu entusiasmo com o futebol do time mineiro.

"Está me surpreendendo, fazendo tudo certo. Na época do Sampaoli (Jorge, treinador de 2020) dava sono, só jogava bola para trás. Agora faz jogadas com rapidez e força. O Flamengo até é mais rápido. Sou atleticano, mas vejo muito igualdade entre ambos. É bonito de se ver os dribles, a velocidade...", analisa. "O Palmeiras vem um pouco atrás." Paulo Isidoro não dá um porcentual de chance de títulos ao clube paulista, mas deixa os cariocas com 90% diante de 89% dos mineiros. Com uma ressalva: "vai crescer com Diego Costa e Hulk juntos. O treinador nem precisará pedir nada para eles."




Já o sempre irreverente Dadá Maravilha aposta que os mineiros têm condições de ganhar tudo. "Hoje é o melhor do Brasil, está com um timaço, maravilhoso, e pode fazer a trinca (levar Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores). Se eu fosse jogador do Galo hoje, seria campeão. Está mamão com açúcar", garante. "Eu disse isso quando fomos campeões em 1971 numa competição com Santos de Pelé, o Palmeiras de Ademir da Guia, o São Paulo de Gerson e Botafogo de Jairzinho. O futebol está bonito de ser ver. Óbvio que se bobear, o Flamengo passa a perna", alerta.

Na visão de Dadá, Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras se sobressaem por apostarem na mesma filosofia de investir na força ofensiva. "As outras competições estão equilibradas, porém no Brasileirão só um desastre tira o título do Atlético. Dizem que eu torço para a equipe não ganhar para eu seguir rei por causa do título de 71. Mas não é verdade. Acredito que vai ganhar agora e, mesmo assim, Dadá seguirá o rei do Galo."

Atlético-MG

Diferentemente de Flamengo e Palmeiras, o Atlético-MG começou a se restruturar apenas este ano, com a eleição de Sérgio Coelho. Nos planos do empresário, fazer um gestão administrativa e outra no campo eram necessárias para a equipe parar de bater na trave. Ganhou o Estadual e está confiante em erguer ao menos uma das três competições na qual está forte na disputa. O dirigente reduziu gastos, cortou salários astronômicos na diretoria e investiu pesado em Hulk, Nacho Fernández e Diego Costa para desencantar no Brasileirão, no qual só ganhou em 1971. Lidera e ainda vem bem na Copa do Brasil e na Libertadores.



Com três equipes com muito em comum, semelhanças ofensivas, mas estratégias distintas, nem os especialistas conseguem ser unânimes em apontar qual é o melhor time do Brasil. Todos eles também têm exemplos negativos para não deixar que suas finanças estourem e levem com elas para o buraco o time de futebol junto, como aconteceu, por exemplo, com o Cruzeiro e Vasco e Botafogo.

Palmeiras, Atlético MG, Flamengo



LEIA TAMBÉM: Dez anos após aposentadoria de Marcos, Palmeiras coleciona novos ídolos

E MAIS: Jorge pode estrear pelo Palmeiras e mudar estilo do time de Abel Ferreira




693 visitas - Fonte: Estadão

Mais notícias do Palmeiras

Notícias de contratações do Palmeiras
Notícias mais lidas

O Palmeiras já não domina mais não. Estamos vendo dois adversários dominarem.

Pra voltar o Palmeirasque era tem mandar e o Anderson barros embora esse burro e essepresidente d

Francisco Totolo     

Eu concordo sao dois elencos caríssimos do Brasil mas com uma ressalva o time do Flamengo esta a anos luzes do Palmeiras haja visto os resultados dos confrontos entre eles com qualquer escalação o Flamengo tem ganhado muito facil os jogos

Drausio Filho     

Estamos disputando mais 2 ??...vai ser fumo também. Começamos a fazer uma mudança radical ou vamos ficar bem pra trás de brigar por títulos nos próximos anos. Muito dinheiro ?? jogado fora com muitos jogadores MERCENÁRIOS. Abel e comissão técnica, obrigado mas ja deu.

O Palmeiras não tem equipe tem alguns atleta de nome não tem um treinanor bom e mediano não tem esquema tático e o principal não tem lateral direito e um centroavante bom

Drausio Filho     

Kkkkkkkkkkkkk.... só rindo mesmo...tivemos muita sirte o ano passado( campeonatos ref a 2020) e paramos no tempo. Esse ano ja disputamos 4 ??...fumo!!

José Cândido     

ELENCO CARO. FUTEBOL RIDÍCULO

Rudy Silva     

Palmeiras sim, está no seleiro de colecionador de titulos atualmente, porem, este ano de 2021 foi um vexame.

Sai fora cabeça de ovo.

Palmeiras não, nao ganha de ninguém

Jorge Shibata     

PALMEIRAS SÓ TEM DIRETORIA CAGAO !

Roberto Cezar     

Kkkkkkkk Nosso Palmeiras fico eh para trás isso sim com elenco que nao da raça ta eh passando vergonha perdendo para times inferiores , diretoria incompetente. meldicre

Nao dominamos porcaria nenhuma,jogadores medianos para fracos com.salario de craque,alem de ter um bando de chinelinhos.Culpa deste medio re do Galliote e seste morto do Barros,ficamos para tras em funçaobdestas negociatas com.empresarios amigos ddos gestores que so olham para seus interesses e por a grana no bolso.Tomamos um chocalate deste Flamengo em casa ,que se tivesse com o time titular enfiava uns 6 na gente.Ridiculobeste bandobde.mortos co.o Marcos Rocha mediocre todos sabem que este jogador é fracobdemais,Luan horrivel,este piqueres contratado fraco,este Ze Rafael um morto,Veiga,se esconde em jogo grande,Breno Lopes fraco.Agora Abel é ruim.demais ,acabou com nosso time nas substituiçoea,tem que sair fora este Porruga burrro,junto com.esta meiabduzia de mortos.Agora Luis Adriano é uma piada,entrou em campobe naonpegou na bola,lixo

valdemir rocha     

Tá querendo enganar quem .com essa conversa para boi dormir presidente incompetente gerente de futebol Anderson Barros nais fraco do que água de salsicha

Jose Ricardo     

Atlético e flamerda sim o meu verdão ja ficou pra tras infelizmente

Como falam besteira. Flamengo e Atletico sim, mas Palmeiras? Trouxemos 2 laterais e os outros voltaram. Alguns nem deveriam ter voltado mas essa Diretoria amadora e incompetente só fez porcaria. Abandonou o clube. Esse Diretor de Futebol mesmo é uma vergonha. Apenas estavam preocupados em contratar pra base e pro feminino. Sabiam das deficiencias e jogaram a bomba nas costas dos outros. Flamengo e Atlético se preocuparam em fazerem times fortes para brigar por titulos. Até os Gambas e os Bambis procuraram mais reforços. Não postem besteiras e mentiras

O autor dessa baboseira deve estar bêbado. Que isso. Ridícula comparação. Palmeiras foi bem ano passado. Esse ano perdeu tudo e mais um pouco. Um time mediano para comparar com Bragantino, Fortaleza ou Fluminense.

antonio belloni     

Mas q piada.o sep nao ganha nada sao so 6 titulos perds estamos pro 7. E vcs vem falar saude financeira sendo que temos uns 8 jogadores podres 1 tec. Burro e 1 pres. Omisso.

O palmeiras esta voltando a ser um clube comum, perdendo pra Fortaleza, Cuiaba e depois de 15 dias de folga perdeu mais uma vez pro Lixo do flamengo, fora o baile!

quem disse que o Palmeiras esta dominando alguma coisa o Palmeiras ficou pra trás ficou um time medíocre fora Barros e Bananotte

Enviar Comentário

Para enviar comentários, você precisa estar cadastrado e logado no nosso site. Para se cadastrar, clique Aqui. Para fazer login, clique Aqui ou .

Últimas notícias

Próximo Jogo - Libertadores

Ter - 21:30 - Allianz Parque - SBT
Palmeiras
Atlético MG

Último jogo - Brasileiro

Sáb - 17:00 - Arena Condá
Chapecoense
0 2
Palmeiras
Untitled Document
Classificação
1 Atletico-MG
2 Palmeiras
3 Flamengo
4 Fortaleza EC
5 RB Bragantino
6 Corinthians
7 Fluminense
8 Cuiaba
9 Internacional
10 Atletico Goianiense
11 Atletico Paranaense
12 Ceará
13 Santos
14 Juventude
15 Bahia
16 São Paulo
17 America Mineiro
18 Grêmio
19 Sport Recife
20 Chapecoense-sc
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
42 19 13 3 3 29 13 16 VVEEV
35 19 11 2 6 30 23 7 DDDVD
34 17 11 1 5 35 17 18 DVEVV
33 20 9 6 5 29 22 7 EEEDD
32 19 8 8 3 30 21 9 EDVED
29 20 7 8 5 19 17 2 VVVEE
28 20 7 7 6 20 21 -1 EVEVV
27 20 6 9 5 21 20 1 DVEVV
26 19 6 8 5 23 22 1 VVEEV
26 19 6 8 5 16 18 -2 EVEEE
24 19 7 3 9 23 23 0 DDDED
24 19 5 9 5 19 21 -2 EDEDD
23 20 5 8 7 20 25 -5 EEDDE
23 20 5 8 7 17 23 -6 EEEED
22 20 6 4 10 24 32 -8 DDDVE
22 19 5 7 7 16 22 -6 VVVED
21 19 5 6 8 17 22 -5 VEDVV
19 18 5 4 9 14 18 -4 DVVDV
17 20 3 8 9 8 15 -7 DDEED
10 20 1 7 12 17 32 -15 EEEDV
Libertadores Pré-Libertadores Sul-Americana Rebaixados
vitoria empate derrota
Untitled Document
Classificação
1 Bragantino
2 Palmeiras
3 Novorizontino
4 Ituano
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
23 12 6 5 1 15 7 8 VVEEE
21 12 6 3 3 18 10 8 DDVVV
19 12 5 4 3 17 12 5 VEDED
13 12 4 1 7 10 14 -4 DVVDD
Untitled Document
Classificação
1 Palmeiras
2 Defensa Y Justicia
3 Independiente Del Valle
4 Universitario
P J V E D GP GC SG ÚLT. JOGOS
9 3 3 0 0 10 3 7 VVV
4 3 1 1 1 5 3 2 EVD
1 2 0 1 1 1 6 -5 ED
0 2 0 0 2 2 6 -4 DD